Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


segunda-feira, 16 de maio de 2016

Vânia Bastos lança o 'Concerto para Pixinguinha' em disco com Marcos Paiva

No mercado fonográfico em junho de 2016, o álbum Concerto para Pixinguinha traz o registro do show feito por Vânia Bastos - cantora projetada nos anos 1980, associada ao movimento musical conhecido como Vanguarda Paulista - com o contrabaixista Marcos Paiva. O disco Concerto para Pixinguinha inaugura o selo Conexão Brasil, aberto pelo produtor paulista Fran Carlo, diretor artístico do disco e idealizador do show em que Vânia e Paiva abordam o cancioneiro do compositor carioca Alfredo da Rocha Vianna Filho (1897 - 1993), o Pixinguinha. Entre sucessos como a valsa Rosa (1917) e Lamento (Pixinguinha e Vinicius de Moraes, 1966), a dupla pesca pérolas como o Samba de fato (Pixinguinha e Cícero de Almeida, 1932) e Isso é que viver (Pixinguinha e Hermínio Bello de Carvalho, 1967). Marcos Paiva assina a produção musical do Concerto para Pixinguinha, disco ao vivo que tem capa feita pelo designer Luciano Murina a partir de foto de Vinícius Campos.

5 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ No mercado fonográfico em junho de 2016, o álbum Concerto para Pixinguinha traz o registro do show feito por Vânia Bastos - cantora projetada nos anos 1980, associada ao movimento musical conhecido como Vanguarda Paulista - com o contrabaixista Marcos Paiva. O disco Concerto para Pixinguinha inaugura o selo Conexão Brasil, aberto pelo produtor paulista Fran Carlo, diretor artístico do disco e idealizador do show em que Vânia e Paiva abordam o cancioneiro do compositor carioca Alfredo da Rocha Vianna Filho (1897 - 1993), o Pixinguinha. Entre sucessos como a valsa Rosa (1917) e Lamento (Pixinguinha e Vinicius de Moraes, 1966), a dupla pesca pérolas como o Samba de fato (Pixinguinha e Cícero de Almeida, 1932) e Isso é que viver (Pixinguinha e Hermínio Bello de Carvalho, 1967). Marcos Paiva assina a produção musical do Concerto para Pixinguinha, disco ao vivo que tem capa feita pelo designer Luciano Murina a partir de foto de Vinícius Campos.

Rafael M. disse...

A capa está linda... O repertório deve estar melhor ainda...

Marcelo disse...

Vânia é sempre bem vinda!!!

Luca disse...

capa feia, o microfone tá na cara da cantora

Rafael M. disse...

Tá falando asneira, Luca... Aliás, só asneiras que você profana a todo momento aqui no blog. A capa é lindérrima e não tem nenhum microfone na cara da cantora. Você queria que o microfone estivesse aonde? No pé dela?