Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Universal Music diz que troca, via site, CDs defeituosos da caixa de Rita Lee

♪ Quem comprou a caixa Rita Lee - lançada pela gravadora Universal Music em novembro de 2015 - certamente notou defeitos nas reedições dos CDs Refestança (Som Livre, 1977) e 3001 (Universal Music, 2000). Refestança silencia nos 20 segundos iniciais da reprodução da faixa Back in Bahia (Gilberto Gil, 1972). Já 3001 toca Por enquanto (Renato Russo, 1985) na voz da cantora Cássia Eller (1962 - 2001) no lugar da faixa original Erva venenosa (Poison ivy) (Jerry Leiber e Mike Stoller, 1959, em versão de Rossini Pinto, 1965) gravada por Rita para o álbum. Ao ser questionada pelo editor de Notas Musicais como os consumidores devem proceder para trocar os dois discos defeituosos, a assessoria de imprensa da gravadora informou que os discos podem ser trocados a partir de contato feito pelo site da gravadora (clique aqui para ser direcionado para a página de contato) e acrescentou que vários consumidores que assim procederam tiveram os discos trocados. De todo modo, nova leva da caixa Rita Lee foi fabricada - sem os defeitos nos dois CDs - e já está chegando ao mercado fonográfico. Clique aqui para ler ou reler a resenha da ótima caixa Rita Lee.

15 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Quem comprou a caixa Rita Lee - lançada pela gravadora Universal Music em novembro de 2015 - certamente notou defeitos nas reedições dos CDs Refestança (Som Livre, 1975) e 3001 (Universal Music, 2000). Refestança trava nos 20 segundos iniciais da reprodução da faixa Back in Bahia (Gilberto Gil, 1972). Já 3001 toca Por enquanto (Renato Russo, 1985) na voz da cantora Cássia Eller (1962 - 2001) no lugar da faixa original Erva venenosa (Poison ivy) (Jerry Leiber e Mike Stoller, 1959, em versão de Rossini Pinto, 1965) gravada por Rita para o álbum. Ao ser questionada pelo editor de Notas Musicais como os consumidores devem proceder para trocar os dois discos defeituosos, a assessoria de imprensa da gravadora informou que os discos podem ser trocados a partir de contato feito pelo site da gravadora (clique aqui para ser direcionado para a página de contato) e acrescentou que vários consumidores que assim procederam tiveram os discos trocados. De todo modo, nova leva da caixa Rita Lee já foi fabricada - sem os defeitos nos dois CDs - e chega em breve ao mercado fonográfico. Clique aqui para ler ou reler a resenha da caixa Rita Lee.

Rafael M. disse...

Tem quer trocar mesmo os discos defeituosos... Esses erros na caixa da Rita Lee foram imperdoáveis. Ainda bem que restou bom senso por parte da gravadora para a troca dos mesmos...

Bruno disse...

Acho importante avisar: verificar se a gravadora exige o envio apenas do CD (bolacha) ou se também da caixinha com o encarte. Quando comprei uma das caixas da Bethânia, com aquele erro na versão de estúdio de "Esotérico", eles me mandaram apenas o CD, sem a embalagem. Se tivesse enviado tudo, ficaria desfalcado.

Felipe dos Santos disse...

Na filial paulistana da Livraria Cultura a que fui num shopping, já vi a nova tiragem. Fiz questão de ouvir antes o "3001" para ver se estava corrigido. Estava. Agora, sim, reservei, para comprar durante o feriado.

Parabéns à Universal por esse respeito a quem já tinha gasto o suado dinheiro. Mas que não se repita.

Felipe dos Santos Souza

Wande Rossi disse...

Qual o link no site da Universal Music para pedir a troca dos cds defeituosos?

Unknown disse...

Mauro, aconteceu comigo algo parecido em alguns álbuns da caixa especial do Djavan, que comprei em 2015. Alguma dica sobre como posso proceder para trocar os álbuns com defeito?

Mauro Ferreira disse...

Wande, o texto já inclui um link que direciona para a página de contato do site da gravadora. Abs, MauroF

Mauro Ferreira disse...

Leitor desconhecido, quanto ao Djavan, nada sei, pois o lançamento foi em novembro de 2014. abs, MauroF

Sweet Kiwi disse...

Meu Refestança da tiragem AA não trava em Back in Bahia...

ELIEL SILVA disse...

Aconteceu comigo e com outros tantos compradores dos CDs dos Fevers, há alguns anos atrás. A faixa "Como é Seu Amor (How Deep is Your Love)", do disco de 1978, veio com falhas. Talvez por falta de informação e contato, na época, ficamos no prejuízo.

Vicente disse...

Refestança foi originalmente lançado em 1977 pela Som Livre e não em 1975.

Mauro Ferreira disse...

Tem toda razão, Vicente. Já consertei o texto. Abs, obrigado, MauroF

sidneyjnr disse...

Já enviei 06 mensagens na página da Universal e não tive resposta alguma da gravadora
.

sidneyjnr disse...

Já enviei 06 mensagens na página da Universal e não tive resposta alguma.

Milton Rezende disse...

Olá. Não seria uma atitude da loja em que foi comprado o box em fazer a troca para o cliente? Por conta do contato direto com os fornecedores. Agradeço quem puder me ajudar. Abraço.