Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Discos inéditos e reedições de LPs dos anos 1970 festejam 70 anos de Alceu

Alceu Valença vai completar 70 anos de vida em 1º de julho deste ano de 2016. A data vai ser festejada com os lançamentos de três álbuns inéditos e com reedições em vinil de quatro álbuns gravados pelo artista pernambucano na década de 1970. Os discos inéditos são a trilha sonora do filme A luneta do tempo (a ser editada em CD duplo pela Deck em março), o registro ao vivo do show Vivo! Revivo! em CD/DVD e a edição oficial, em CD e vinil, de Saudades de Pernambuco, álbum gravado por Alceu na França em 1979, arquivado na época e lançado somente no Brasil na segunda metade da década de 1990 em padronizada edição de coleção de discos de sertanejo e forró produzida por jornal da cidade de São Paulo (SP). Já as reedições em vinil dos álbuns dos anos 1970 - negociadas pelo cantor e compositor com a Deck e a Polysom em outubro de 2014 - sairão no segundo semestre de 2016. Voltam ao catálogo, no formato original de vinil, os álbuns Molhado de suor (Som Livre, 1974), Vivo! (Som Livre, 1976) e Espelho cristalino (Som Livre, 1978). Show!

10 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Alceu Valença vai completar 70 anos de vida em 1º de julho deste ano de 2016. A data vai ser festejada com os lançamentos de três álbuns inéditos e com reedições em vinil de quatro álbuns gravados pelo artista pernambucano na década de 1970. Os discos inéditos são a trilha sonora do filme A luneta do tempo (a ser editada em CD duplo pela Deck em março), o registro ao vivo do show Vivo! Revivo! em CD/DVD e a edição, em CD e vinil, do obscuro Saudades de Pernambuco, álbum gravado por Alceu na França em 1979, arquivado na época e lançado somente no Brasil na segunda metade da década de 1990 em padronizada edição de coleção de discos de sertanejo e forró produzida por jornal da cidade de São Paulo (SP). Já as reedições em vinil dos álbuns dos anos 1970 - negociadas pelo cantor e compositor com a Deck e a Polysom em outubro de 2014 - sairão no segundo semestre de 2016. Voltam ao catálogo, no formato original de vinil, os álbuns Molhado de suor (Som Livre, 1974), Vivo! (Som Livre, 1976) e Espelho cristalino (Som Livre, 1978). Show!

Fabio Passadisco disse...

Finalmente o lendário "Saudade de Pernambuco" recebe um lançamento oficial.

Marcelo Barbosa disse...

Fico feliz pelos fãs do Alceu e LAMENTO que as gravadoras não façam o mesmo pela discografia (esa sim impecável!!) da MAIOR cantora de sambas deste país que também completará 70 anos em maio de 2016.

Damião Costa disse...

Comprei recentemente o Saudades de Pernambuco que saiu em um jornal vou ter que comprar novamente, com certeza a sonoridade vem melhorada

Marcelo Barbosa disse...

Essa**

Rafael M. disse...

Notícia maravilhosa! Alceu merecia mesmo ter esses discos relançados!!! Melhor pra nós!!!

Ronaldo disse...

Ótima notícia. Mauro, vc saberia dizer se os álbuns dos anos 70 também serão relançados em CD? Molhado de suor, Espelho cristalino é Vivo já são raros.

Mauro Ferreira disse...

Ronaldo, com exceção do 'Saudades de Pernambuco', que vai ser editado em CD e vinil, os demais discos dos anos 1970 saem somente em vinil - como está explicado no texto do post. Abs, grato pela participação, MauroF

Martins disse...

Alguns álbuns já saíram cd série "Som Livre Masters" mas Espelho Cristalino saiu numa edição que não inclui a contra-capa original nem encarte com letras e se quer remasterizado. Edição bem pobre a tal de Série Gala. Vejo que o conhecimento desse pessoal de gravadora é bem limitado sobre os tesouros da música brasileira. Os masters devem estar jogados em caixotes virando pó.

Edyr Augusto Proença disse...

E a maravilhosa trilha de A Noite do Espantalho?