Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


domingo, 7 de fevereiro de 2016

Mecânica do Solos aciona Roberto Menescal no toque de 'Brazilian jazz live'

Com edição independente distribuída pela Tratore no mercado fonográfico neste início de 2016, o CD e DVD Brazilian jazz live começaram a sair do plano das ideias quando os integrantes do grupo paulista Mecânica dos Solos conheceram o compositor e guitarrista carioca Roberto Menescal em Araraquara (SP). Nesta cidade do interior paulista, os músicos do grupo mostraram a um dos mais profícuos compositores da Bossa Nova a gravação que haviam feito de Bye bye Brasil (1979), única parceria de Menescal com Chico Buarque. Diante do entusiasmo do compositor com a abordagem pelo grupo da música composta para um dos mais bem-sucedidos filmes do cineasta Cacá Diegues, dois integrantes do Mecânica dos Solos - a cantora Adriana Gennari e o guitarrista e compositor Zé Henrique Martiniano - acionaram Menescal em 2012 com convite para show a ser feito em conjunto no Sesc de Catanduva, outra cidade do interior do Brasil. Foi este show - gravado ao vivo - que gerou o CD e DVD Brazilian jazz live. No roteiro do show, Mecânica dos Solos transita por temas autorais - como Alegria blues (Zé Henrique Martiniano) e Jauaperi (Zé Henrique Martiniano) - antes de convidar Menescal para entrar em cena para reviver com o grupo alguns clássicos de cancioneiro associado à Bossa Nova. Entram na pauta A morte de um Deus de sal (Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli, 1964), A volta (Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli, 1966), Tetê (Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli, 1960) e Você (Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli, 1964) - além, claro, de  Bye bye Brasil, música que evidenciou a afinidade jazzística entre o grupo e o músico do Brasil.

3 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Com edição independente distribuída pela Tratore no mercado fonográfico neste início de 2016, o CD e DVD Brazilian jazz live começaram a sair do plano das ideias quando os integrantes do grupo paulista Mecânica dos Solos conheceram o compositor e guitarrista carioca Roberto Menescal em Araraquara (SP). Nesta cidade do interior paulista, os músicos do grupo mostraram a um dos mais profícuos compositores da Bossa Nova a gravação que haviam feito de Bye bye Brasil (1979), única parceria de Menescal com Chico Buarque. Diante do entusiasmo do compositor com a abordagem pelo grupo da música composta para um dos mais bem-sucedidos filmes do cineasta Cacá Diegues, dois integrantes do Mecânica dos Solos - a cantora Adriana Gennari e o guitarrista e compositor Zé Henrique Martiniano - acionaram Menescal em 2012 com convite para show a ser feito em conjunto no Sesc de Catanduva, outra cidade do interior do Brasil. Foi este show - gravado ao vivo - que gerou o CD e DVD Brazilian jazz live. No roteiro do show, Mecânica dos Solos transita por temas autorais - como Alegria blues (Zé Henrique Martiniano) e Jauaperi (Zé Henrique Martiniano) - antes de convidar Menescal para entrar em cena para reviver com o grupo alguns clássicos de cancioneiro associado à Bossa Nova. Entram na pauta A morte de um Deus de sal (Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli, 1964), A volta (Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli, 1966), Tetê (Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli, 1960) e Você (Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli, 1964) - além, claro, de Bye bye Brasil, música que evidenciou a afinidade jazzística entre o grupo e o músico do Brasil.

Rafael M. disse...

Onde tem Menescal só tem acertos, nunca erros... Deve estar uma delícia esse disco...

ADEMAR AMANCIO disse...

Guitarrista? Eu jurava que o compositor fosse só violonista.