Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


segunda-feira, 2 de maio de 2016

Carol Saboya dá voz a Bosco, Djavan, Edu, Jobim e Sting no álbum 'Carolina'

Quatro anos após entrelaçar as obras dos compositores cariocas Ivan Lins e Milton Nascimento no jazzístico álbum Belezas (AAM, 2012), Carol Saboya volta ao mercado fonográfico com a edição pelo selo AAM do 12º título de discografia iniciada em 1997. A cantora carioca lança nos Estados Unidos hoje - 2 de maio de 2016 - o álbum Carolina, previsto para ser editado no Brasil em julho. O título reproduz o nome de batismo de Carolina Job Saboya, filha do pianista Antonio Adolfo, produtor e arranjador do disco. Ao piano, Adolfo integra a banda que toca com Saboya nas dez músicas de Carolina e que também inclui André Siqueira (percussão), Jorge Helder (baixo), Leo Amuedo (guitarra), Marcelo Martins (saxofone e flauta), Rafael Barata (bateria e percussão). Cláudio Spiewak mixou o disco e tocou violão em Faltando um pedaço (1981), uma das duas músicas de Djavan gravadas por Saboya em Carolina (a outra é o samba Avião, de 1989). Sem inéditas, o repertório de Carolina inclui três títulos do soberano cancioneiro de Antonio Carlos Jobim (1927 - 1994) - A felicidade (Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes, 1959), Olha, Maria (Antonio Carlos Jobim, Chico Buarque e Vinicius de Moraes, 1970) e Passarim (1985) - e a única parceria de João Bosco com Belchior, Senhoras do Amazonas (1984). Em Carolina, Saboya também dá voz a Zanzibar (Edu Lobo, 1970) e ao choro Um a zero (Pixinguinha e Benedito Lacerda, 1946) com a letra escrita e lançada por Nelson Ângelo em 1993. Fora da inesgotável seara brasileira, a cantora interpreta Fragile (Sting, 1987) e  Hello, goodybye (John Lennon e Paul McCartney, 1967).

7 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Quatro anos após entrelaçar as obras dos compositores cariocas Ivan Lins e Milton Nascimento no jazzístico álbum Belezas (AAM, 2012), Carol Saboya volta ao mercado fonográfico com o lançamento do 11º título de discografia iniciada em 1997. A cantora carioca lança nos Estados Unidos hoje - 2 de maio de 2016 - o álbum Carolina, previsto para ser editado no Brasil em julho. O título reproduz o nome de batismo de Carolina Job Saboya, filha do pianista Antonio Adolfo, produtor e arranjador do disco. Ao piano, Adolfo integra a banda que toca com Saboya nas dez músicas de Carolina e que também inclui André Siqueira (percussão), Jorge Helder (baixo), Leo Amuedo (guitarra), Marcelo Martins (saxofone e flauta), Rafael Barata (bateria e percussão). Cláudio Spiewak mixou o disco e tocou violão em Faltando um pedaço (1981), uma das duas músicas de Djavan gravadas por Saboya em Carolina (a outra é o samba Avião, de 1989). Sem inéditas, o repertório de Carolina inclui três títulos do soberano cancioneiro de Antonio Carlos Jobim (1927 - 1994) - A felicidade (Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes, 1959), Olha, Maria (Antonio Carlos Jobim, Chico Buarque e Vinicius de Moraes, 1970) e Passarim (1985) - e a única parceria de João Bosco com Belchior, Senhoras do Amazonas (1984). Em Carolina, Saboya também dá voz a Zanzibar (Edu Lobo, 1970) e ao choro Um a zero (Pixinguinha e Benedito Lacerda, 1946) com a letra escrita e lançada por Nelson Ângelo em 1994. Fora da inesgotável seara brasileira, a cantora interpreta Fragile (Sting, 1987) e Hello, goodybye (John Lennon e Paul McCartney, 1967).

Brazil Club disse...

Great piece on Carol Saboya's 'Carolina' album, which, in its third week of airplay here, has found a home on our New Music playlist for The Sounds of Brazil's streaming station, with 'Hello Goodbye'. The song has become a quick favorite with Sunday Brazilian Brunch listeners. Could this be her best ever?
And although this article by an esteemed and respected reviewer does not mention it, credit needs to be given to producer Antonio Adolfo, who has earned the right to the mantle of 'Godfather of Brazilian Jazz Piano' from Manfredo Fest, as least according to fans of The Sounds of Brazil.
- Scott Adams, The Sounds of Brazil

Rafael M. disse...

Capa bonita... Repertório impecável...

Marcelo disse...

Maravilha! Uma delicia de cantora e um repertório fantástico pros "mudernos" de plantão acharem ruim em 1, 2 e.... ;)

Bernardo Barroso Neto disse...

Grande cantora e um repertório impecável.

dude disse...

Lindo esse reencontro da Carol com o repertório de Jobim. Pra mim o disco que ela dedicou ao maestro soberano ao lado do violonista Nelson Faria é uma preciosidade. O repertório é sim irretocável, a cantora, excelente e, vamos lá, do que mais se precisa, né? Notícia boa é que já está no Spotify. ;)

Anderson Falcão
Brasília - DF

Mauro Silva disse...


Ótima cantora! O que me chama atenção nos seus trabalhos, além da voz são os belíssimos arranjos.