Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


domingo, 14 de junho de 2015

Guitarrista da banda dos anos 70 Ave Sangria, Ivinho sai de cena aos 62 anos

Ivson Wanderlei Pessoa, o Ivinho, fez um definitivo voo solo no momento em que a lendária banda pernambucana Ave Sangria - da qual foi guitarrista - estava momentaneamente de volta à cena para promover a reedição de seu único lendário álbum e o lançamento de um inédito disco ao vivo duplo, Perfumes & batachos, com registro de show de 1974. Ivinho saiu de cena no Recife (PE), sua cidade natal, na noite de 12 de junho de 2015, aos 62 anos, vítima de complicações decorrentes de uma hemorragia digestiva. Ivinho tinha um disco solo gravado ao vivo em 1978 em apresentação no Montreux Jazz Festival, na Suíça. Mas o guitarrista - um virtuose - fica na história da música brasileira por ter integrado a Ave Sangria, a banda-ícone do rock psicodélico de Pernambuco na década de 1970.

2 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Ivson Wanderlei Pessoa, o Ivinho, fez um definitivo voo solo no momento em que a lendária banda pernambucana Ave Sangria - da qual foi guitarrista - estava momentaneamente de volta à cena para promover a reedição de seu único lendário álbum e o lançamento de um inédito disco ao vivo duplo, Perfumes & batachos, com registro de show de 1974. Ivinho saiu de cena no Recife (PE), sua cidade natal, na noite de 12 de junho de 2015, aos 62 anos, vítima de complicações decorrentes de uma hemorragia digestiva. Ivinho tinha um disco solo gravado ao vivo em 1978 em apresentação no Montreux Jazz Festival, na Suíça. Mas o guitarrista - um virtuose - fica na história da música brasileira por ter integrado a Ave Sangria, a banda-ícone do rock psicodélico de Pernambuco na década de 1970.

Mauro Silva disse...

Esse disco de 1974 Ave Sangria é muito bom, é um clássico pra quem gosta de rock 'Brazuca' 70's. Gosto muito também do Ivinho 'Ao vivo em Mountreux' de 1978, Grande músico! Muita Paz.