Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Disco inacabado de Marília Pêra inclui canções de Alf, Dolores, Jobim e Weill

Em setembro de 2015, três meses antes de sair de cena, Marília Pêra (1943 - 2015) entrou no estúdio da gravadora Biscoito Fino para dar continuidade à discografia iniciada na década de 1970 com o registro de músicas para trilhas sonoras de novelas da TV Globo. Mesmo já debilitada pelo câncer que a tiraria de cena, a atriz cantora teria gravado onze músicas com produção de José Milton. Contudo, a intérprete teria posto somente as vozes-guia, e não as vozes definitivas -  o que, em tese, pode impedir que o disco seja lançado postumamente neste ano de 2016 pela gravadora Biscoito Fino. O álbum traz no repertório músicas de compositores como Antonio Carlos Jobim (1927-1994), Dolores Duran (1930-1959), Johnny Alf (1929-2010)  e  Kurt Weill (1900-1950).

11 comentários:

Caio César Mancin disse...

Eu pensei que ela não havia concluído o disco... Li em algum lugar que o produtor havia dito que ela gravara apenas as vozes de apoio para a banda, que não chegara a gravar os vocais para a mixagem final.

Mauro Ferreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mauro Silva disse...

Que boa notícia!

Na Tv, apareceu alguns pequenos trechos da Marília em estúdio realizando este trabalho, e eu babei!!!!

Tomara que este projeto seja o 'gancho', para remasterizarem "Elas por Ela" em CD, e também outros trabalhos musicais da Marília que só encontramos (infelizmente) em vinil, tem muito compacto da Som-Livre perdido por aí.

Linda e Eterna Marília Pêra!

Mauro Ferreira disse...

Mauro Silva, de fato, urge um relançamento do 'Elas por ela'. Abs, MauroF

Rafael M. disse...

Que notícia maravilhosa!!! Tomara que esse disco saia mesmo... Perfeccionista como Marília Pêra era, o álbum deve estar esplêndido...

Mauro Ferreira disse...

Somente com as vozes-guia é possível concluir o disco. Até porque acredito que a qualidade dessas vozes-guia seja excelente, a julgar pelo perfeccionismo de Marília. Abs, MauroF

Rafael M. disse...

Mauro, quem lhe disse que ela gravou apenas as vozes guia? Não li em lugar nenhum tal notícia sobre gravação de vozes guia... Não há nada na internet justificando que ela gravou apenas vozes guia para o seu disco. Queremos provas concretas de que essa informação procede mesmo...

Edimar Pereira disse...

O fato de ela ter posto apenas as vozes guia não invalida nem impede a finalização e o lançamento da obra. Dependendo da qualidade dessa parte do trabalho e, levando-se em conta os recursos modernos para ajustar a voz gravada aos tons certos, é possível lançar um produto de qualidade aceitável. Ainda mais levando-se em conta o carster excepcional desse mesmo trabalho.

Dona Emengarda disse...

Marilia é tão maior do que essa discussão tola sobre as vozes guia!

Vitor Salz disse...

Pois bem, Mauro, também acredito que o talento e o profissionalismo de Marília devem ter gerado excelentes vozes-guias, ao ponto de ser concluído postumamente esse álbum, mas Kati Almeida Fraga, dona da Biscoito Fino, deu uma declaração à época do falecimento, que o disco não viria a ser lançado, alegando que por seu enorme grau de exigência, Marília não aprovaria tendo só deixado a base gravada. Enfim, como fã, adoraria poder ouvir esse trabalho belíssimo, mas até que ponto esse lançamento está garantido?

Mauro Ferreira disse...

Vitor, a declaração de Kati foi dada em momento de grande emoção pela saída de cena de Marília. Da minha parte, eu não posso garantir que este ou qualquer outro disco chegue efetivamente ao mercado. Contudo, acredito que, com o passar do tempo, a própria família da atriz reflita sobre a viabilidade de lançar o disco se as vozes-guias tiverem qualidade mínima. Afinal, Marília se dedicou muito ao disco. Enfim, é o que penso. Não vejo mal algum em lançar o disco se houver essa qualidade mínima. E suponho, pelo talento excepcional de Marília, que haja tal qualidade. Abs, MauroF