Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


domingo, 24 de janeiro de 2016

Luiza Possi canta músicas de Kid Abelha, Jaloo e Pélico no oitavo disco, 'LP'

Programado para ser lançado em março de 2016, o oitavo álbum da cantora Luiza Possi, LP, vai apresentar músicas inéditas e autorais - compostas pela artista carioca (radicada em São Paulo) com nomes como Dudu Falcão e Thiaguinho - entre regravações dos repertórios de Jaloo, Kid Abelha e Pélico. De Jaloo, cantor e compositor ligado à cena tecnobrega de Belém (PA), Luiza regrava Insight, música que deu título ao EP lançado pelo artista paraense em 2014. Do por ora desativado grupo carioca, a cantora dá voz à balada Como eu quero (Leoni e Paula Toller, 1984). De Pélico, Luiza regrava O meu amor mora no Rio (Pélico, 2015), música do mais recente álbum do cantor e compositor paulistano. Sucessor de Sobre o amor e o tempo (Radar Records, 2013), belo disco de Luiza Possi, LP tem faixas produzidas por Rodrigo Gorky, DJ e produtor do Bonde do Rolê.

11 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Programado para ser lançado em março de 2016, o oitavo álbum da cantora Luiza Possi, LP, vai apresentar músicas inéditas e autorais - compostas pela artista carioca (radicada em São Paulo) com nomes como Dudu Falcão e Thiaguinho - entre regravações dos repertórios de Jaloo, Kid Abelha e Pélico. De Jaloo, cantor e compositor ligado à cena tecnobrega de Belém (PA), Luiza regrava Insight, música que deu título ao EP lançado pelo artista paraense em 2014. Do por ora desativado grupo carioca, a cantora dá voz à balada Como eu quero (Leoni e Paula Toller, 1984). De Pélico, Luiza regrava O meu amor mora no Rio (Pélico, 2015), música do mais recente álbum do cantor e compositor paulistano. Sucessor de Sobre o amor e o tempo (Radar Records, 2013), belo disco de Luiza Possi, LP tem faixas produzidas por Rodrigo Gorky, DJ e produtor do Bonde do Rolê.

Rafael M. disse...

Gosto muito da Luiza, mas bem que ela podia dar um título mais interessante do que esse nome medonho...

Estalactites hemorrágicas disse...

Rafael, engraçado, gostei do título e a brincadeira entre as letras iniciais de nome da cantora e a velha bolacha que está retornado às prateleiras. Que venha.

Ricardo Sérgio

Rhenan Soares disse...

Luiza é das que eu amo e amo muito, com gosto e vontade. Gostei muito da música de trabalho, ficou mais forte que a gravação do Jaloo. Só o arranjo do refrão que achei muito-demais-de-demasiado-excessivo. Certamente vem um disco superlativamente pop, né?! E espero uma versão realmente digna de "Como eu quero", pra justificar a regravação, porque essa música é daquele repertório de rodas violão que ninguém aguenta mais -- Apesar de ser uma fofura, claro; gosto e tudo. Mas, pô, tanta música incrível do Kid que passou meio batido.

Henrique disse...

Concordo com o Rafael. Mas vale lembrar que o anterior se chamaria "Sétimo" e ela mudou aos 45 do segundo tempo pra "Sobre Amor e o Tempo". Vai que acontece de novo.

Umberto Bonate disse...

Espero q ela volte a ser cantora e pare de ser artista porquê ela e ótima mais se perde um pouco nessa parada de "mídia"

Fabio disse...

Mauro, esse comentário é sobre uma Possi: Cantos e Contos I e II foram lançados há algumas semanas na iTunes Store. #ficaadica

Michel B. disse...

Luiza nunca pensou em chamar o disco anterior de Sétimo. Foi uma brincadeira dela com o Danilo Gentili. Ela foi entrevistada por ele e ele disse que poderia ser este o nome. Todos acharam engraçado e como ainda não tinha nome oficial começaram a chamar assim inclusive a própria Luiza. Mas em nenhum momento ela definiu que seria este o nome real.

ADEMAR AMANCIO disse...

Oitavo? eu jurava que fosse o segundo.

ADEMAR AMANCIO disse...

Oitavo? eu jurava que fosse o segundo.

Flávia Gue disse...

Luiza Possi é uma cantora que não me convence. Aliás, acho que cantora é o que ela tem de menos. Aparecem mais notas na mídia sobre sua barriga e corpo sarado do que sobre seu trabalho. Abusa muito do excesso, exageros e muitas firulas quando "canta", isso é totalmente visível naquele projeto Lab do youtube. Além de dar boas escorregadas enquanto canta, mas claro que nos discos não se percebe, afinal a voz pode ser "ajeitada". Enfim, só seus fãs mesmo para não perceberem que ela é bem razoável.