Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Após seis anos, Luiz Tatit volta ao disco com adesões de Jeneci, Juçara e Ná

Com capa que expõe foto e projeto gráfico de Gal Oppido, o sexto álbum solo de Luiz Tatit, Palavras e sonhos, chega ao mercado fonográfico em fevereiro de 2016 em edição da gravadora paulista Dabliú Discos. Além de ter criado as programações eletrônicas, Jonas Tatit fez a produção do álbum, gravado com repertório inteiramente autoral e majoritariamente inédito. Embora Luiz Tatit tenha registrado 14 parcerias com Arrigo Barnabé no CD ao vivo De nada mais a algo além (Atração Fonográfica, 2013), assinado por ele com o compositor paranaense e com a cantora Lívia Nestrovski, Palavras e sonhos é o primeiro disco solo de inéditas do compositor paulistano em seis anos, sucedendo Sem destino (Dabliú Discos, 2010) na discografia solo do artista. O primeiro single do álbum, Diva Silva Reis, vai ser lançado nas plataformas digitais na próxima sexta-feira, 29 de janeiro de 2016. Palavras e sonhos tem intervenções vocais de Juçara Marçal, Marcelo Jeneci, Ná Ozzetti e da cantora moçambiquense Lenna Bahule. Com Tatit, Juçara canta Tristeza do Zé (José Miguel Wisnik e Luiz Tatit, 2011) - música cujo título alude ao seminal clássico sertanejo Tristeza do Jeca (Angelino de Oliveira, 1924) - e faz vocal em Musa da música (Dante Ozzetti e Luiz Tatit, 2013), composição lançada na voz de Ná Ozzetti no álbum Embalar (Circus, 2013) e cantada em Palavras e sonhos por Lenna Bahule em dueto com Tatit. Ná, a propósito, sola a inédita Planeta e borboleta (Luiz Tatit). Já Marcelo Jeneci é parceiro e convidado de Tatit em Estrela cruel. Eis - na disposição do disco - as 13 músicas reunidas por Luiz Tatit no sexto álbum solo  Palavras e sonhos:

1. Mais útil (Luiz Tatit, 2016)
2. Diva Silva Reis (Luiz Tatit, 2016)
3. Feitiço da fila (Luiz Tatit, 2015)
4. Das flores e das dores (Emerson Leal e Luiz Tatit, 2012)
5. Musa da música (Dante Ozzetti e Luiz Tatit, 2013)
6. Musa cruza (Luiz Tatit, 2016)
7. Estrela cruel (Marcelo Jeneci e Luiz Tatit, 2016)
8. Planeta e borboleta (Luiz Tatit, 2016)
9. Do meu jeito (Vanessa Bumagny e Luiz Tatit, 2014)
10. Tristeza do Zé (José Miguel Wisnik e Luiz Tatit, 2011)
11. Matusalém (Arthur Nestrovski e Luiz Tatit, 2016)
12. Quantos desejos (Luiz Tatit, 2016)
13. Palavras e sonhos (Luiz Tatit, 2016)

5 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Com capa que expõe foto e projeto gráfico de Gal Oppido, o sexto álbum solo de Luiz Tatit, Palavras e sonhos, chega ao mercado fonográfico - em edição da gravadora Dabliú Discos - entre a segunda quinzena de fevereiro e o início de março de 2016. Jonas Tatit assina a produção do álbum, gravado com repertório inteiramente autoral e majoritariamente inédito. Embora Tatit tenha registrado 14 parcerias com Arrigo Barnabé no álbum ao vivo De nada mais a algo além (Atração Fonográfica, 2013), assinado por ele com o compositor paranaense e com a cantora Lívia Nestrovski, Palavras e sonhos é o primeiro disco de inéditas do compositor paulistano em seis anos, sucedendo Sem destino (Dabliú Discos, 2010) na discografia solo do artista. O primeiro single do álbum, Diva Silva Reis, vai ser lançado nas plataformas digitais na próxima sexta-feira, 29 de janeiro de 2016. Palavras e sonhos tem intervenções vocais de Juçara Marçal, Marcelo Jeneci, Ná Ozzetti e da cantora moçambiquense Lenna Bahule. Com Tatit, Juçara canta Tristeza do Zé (José Miguel Wisnik e Luiz Tatit, 2011) - música cujo título alude ao seminal clássico sertanejo Tristeza do Jeca (Angelino de Oliveira, 1924) - e faz vocal em Musa da música (Dante Ozzetti e Luiz Tatit, 2013), composição lançada na voz de Ná Ozzetti no álbum Embalar (Circus, 2013) e cantada em Palavras e sonhos por Lenna Bahule em dueto com Tatit. Ná, a propósito, sola a inédita Planeta e borboleta (Luiz Tatit). Já Marcelo Jeneci é parceiro e convidado de Tatit em Estrela cruel. Eis - na disposição do disco - as 13 músicas reunidas por Luiz Tatit no sexto álbum solo Palavras e sonhos:

1. Mais útil (Luiz Tatit, 2016)
2. Diva Silva Reis (Luiz Tatit, 2016)
3. Feitiço da fila (Luiz Tatit, 2015)
4. Das flores e das dores (Emerson Leal e Luiz Tatit, 2012)
5. Musa da música (Dante Ozzetti e Luiz Tatit, 2013)
6. Musa cruza (Luiz Tatit, 2016)
7. Estrela cruel (Marcelo Jeneci e Luiz Tatit, 2016)
8. Planeta e borboleta (Luiz Tatit, 2016)
9. Do meu jeito (Vanessa Bumagny e Luiz Tatit, 2014)
10. Tristeza do Zé (José Miguel Wisnik e Luiz Tatit, 2011)
11. Matusalém (Arthur Nestrovski e Luiz Tatit, 2016)
12. Quantos desejos (Luiz Tatit, 2016)
13. Palavras e sonhos (Luiz Tatit, 2016)

Rafael M. disse...

A capa é horrorosa, mas adoro o Luiz Tatit... E adorei saber que ele está lançando material inédito... Que venha!!!

Mourão Martinez disse...

Tatit é essencial! Comprarei o meu, com certeza!

Rafael Daher disse...

Que beleza!

Henrique disse...

Linda capa!