quinta-feira, 22 de março de 2012

Lenine ajusta músicas antigas à arquitetura sensorial de seu show 'Chão'

A arquitetura sensorial do show Chão molda as 23 músicas do roteiro da turnê internacional de Lenine. Recém-estreada em Recife (PE), a turnê chegou esta semana ao Rio de Janeiro (RJ). Desenvolvida a partir do conceito do CD Chão (Universal Music, 2011), no qual o artista insere sons de seu cotidiano nos arranjos de dez ínéditas de lavra recente, tal arquitetura dá nova sonoridade e pulsação às músicas antigas revividas no show construído sob a direção de arte de Paulo Pederneiras, do Grupo Corpo. Em parceria com Gabriel Pederneiras, Paulo criou uma luz cinematográfica e imutável que contribui para manter o foco em torno do conceito sensorial do show. Já direção musical está a cargo de Lenine, Bruno Giorgi e JR Tostoi. O trio apresenta as músicas do disco de 2011 e revisita repertório antigo lançado em álbuns como Olho de Peixe (1993), O Dia em Que Faremos Contato (1997) e Na Pressão (1999). Eis o roteiro seguido por Lenine - visto com Giorgi (à esquerda) e Tostoi na foto de Rodrigo Amaral - na (bela) apresentação de Chão feita no Teatro Oi Casa Grande na noite de 21 de março de 2012:

1. Isso É Só o Começo (Lenine e Carlos Rennó, 2011) - voz de Lenine em off
2. Chão (Lenine e Lula Queiroga, 2011)
3. Se Não For Amor, Eu Cegue (Lenine e Lula Queiroga, 2011)
4. Amor É pra Quem Ama (Lenine e Ivan Santos, 2011)
5. A Ponte (Lenine e Lula Queiroga, 1997)
6. A Rede (Lenine e Lula Queiroga, 1999) - com citação de O Mar (Dorival Caymmi, 1940)
7. É o Que me Interessa (Lenine e Dudu Falcão, 2008)
8. Seres Estranhos (Lenine e Ivan Santos, 2011)
9. Uma Canção e Só (Lenine, 2011)
10. Relampiano (Lenine e Moska, 1997)
11. Malvadeza (Lenine, 2011)
12. Rua da Passagem (Trânsito) (Lenine e Arnaldo Antunes, 1999)
13. O Atirador (Lula Queiroga, 2006)
14. Envergo, Mas Não Quebro (Lenine e Carlos Rennó, 2011)
15. O Silêncio das Estrelas (Lenine e Dudu Falcão, 1993)
16. Acredite ou Não (Lenine e Bráulio Tavares, 1993)
17. Candeeiro Encantado (Lenine e Paulo César Pinheiro, 1997)
18. Jack Soul Brasileiro (Lenine, 1997)
19. De Onde Vem a Canção? (Lenine, 2011)
20. Tudo que me Falta, Nada que me Sobra (Lenine e Lucky Luciano, 2011)
21. Leão do Norte (Lenine e Paulo César Pinheiro, 1993)
22. Tubi Tupy (Lenine e Carlos Rennó, 1999)
23. Isso É Só o Começo (Lenine e Carlos Rennó, 2011)
Bis:
24. Paciência (Lenine e Dudu Falcão, 1999)
25. Se Não For Amor, Eu Cegue (Lenine e Lula Queiroga, 2011)

3 comentários:

Mauro Ferreira disse...

A arquitetura sensorial do show Chão molda as 22 músicas do roteiro da turnê internacional de Lenine. Recém-estreada em Recife (PE), a turnê chegou esta semana ao Rio de Janeiro (RJ). Desenvolvida a partir do conceito do CD Chão (Biscoito Fino, 2011), no qual o artista adiciona sons de seu cotidiano aos arranjos de dez ínéditas de lavra recente, tal arquitetura dá nova sonoridade e pulsação às músicas antigas revividas no show construído sob a direção de arte de Paulo Pederneiras, do Grupo Corpo. Em parceria com Gabriel Pederneiras, Paulo criou uma luz cinematográfica e imutável que contribui para manter o foco em torno do conceito sensorial do show. Já direção musical está a cargo de Lenine, Bruno Giorgi e JR Tostoi. O trio apresenta as músicas do disco de 2011 e revisita repertório antigo lançado em álbuns como Olho de Peixe (1993), O Dia em Que Faremos Contato (1997) e Na Pressão (1999). Eis o roteiro seguido por Lenine - visto com Giorgi (à esquerda) e Tostoi na foto de Rodrigo Amaral - na bela apresentação de Chão feita no Teatro Oi Casa Grande na noite de 21 de março de 2012:

1. Isso É Só o Começo (Lenine e Carlos Rennó, 2011) - voz de Lenine em off
2. Chão (Lenine e Lula Queiroga, 2011)
3. Se Não For Amor, Eu Cegue (Lenine e Lula Queiroga, 2011)
4. Amor É pra Quem Ama (Lenine e Ivan Santos, 2011)
5. A Ponte (Lenine e Lula Queiroga, 1997)
6. A Rede (Lenine e Lula Queiroga, 1999) - com citação de O Mar (Dorival Caymmi, 1940)
7. É o Que me Interessa (Lenine e Dudu Falcão, 2008)
8. Seres Estranhos (Lenine e Ivan Santos, 2011)
9. Uma Canção e Só (Lenine, 2011)
10. Relampiano (Lenine e Moska, 1997)
11. Malvadeza (Lenine, 2011)
12. Rua da Passagem (Trânsito) (Lenine e Arnaldo Antunes, 1999)
13. O Atirador (Lula Queiroga, 2006)
14. Envergo, Mas Não Quebro (Lenine e Carlos Rennó, 2011)
15. O Silêncio das Estrelas (Lenine e Dudu Falcão, 1993)
16. Acredite ou Não (Lenine e Bráulio Tavares, 1993)
17. Candeeiro Encantado (Lenine e Paulo César Pinheiro, 1997)
18. Jack Soul Brasileiro (Lenine, 1997)
19. De Onde Vem a Canção? (Lenine, 2011)
20. Leão do Norte (Lenine e Paulo César Pinheiro, 1993)
21. Tubi Tupy (Lenine e Carlos Rennó, 1999)
22. Isso É Só o Começo (Lenine e Carlos Rennó, 2011)
Bis:
23. Paciência (Lenine e Dudu Falcão, 1999)
24. Se Não For Amor, Eu Cegue (Lenine e Lula Queiroga, 2011)

Mary disse...

"Chão" é um disco ousado, criativo com letras excelentes! sem dúvidas um dos melhores discos da carreira de Lenine ansiosa para assistir a este show.

Zuza Zapata disse...

Gosto bastante desse CD. Lenine é uma grande influência para meu trabalho.

Abraços.
www.zuzazapata.com.br