Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 23 de junho de 2012

Mata ensina 'ABC do Sertão' ao celebrar Gonzaga em 'Lua Cheia de Baião'

São Paulo (SP) - Quando foi do sertão de Alto Garças (MT) para Uberlândia (MG) e, depois, para São Paulo (SP), Vanessa da Mata trouxe xote, maracatu e baião no matulão da memória afetiva. Construída a partir de sua vivência da obra de Luiz Gonzaga (1912-1989) na infância interiorana, essa bagagem foi remexida pela cantora, sob a direção musical de Kassin, para a criação do roteiro do show Lua Cheia de Baião. Idealizado pela artista a pedido do Sesc Pinheiros (SP), onde estreou em 22 de junho de 2012, o show é a homenagem de Vanessa ao Rei do Baião no ano em que o Brasil festeja o centenário de nascimento do compositor. Na estreia, a cantora - vista em foto de Paulo Neto -  interpretou 16 músicas do repertório de Gonzagão, sendo 12 da lavra seminal de Lua. Além de ter filmado o espetáculo (em cartaz até 24 de junho no Teatro Paulo Autran do Sesc Pinheiros), a artista planeja gravar o áudio em estúdio, mas ainda reflete sobre a viabilidade de edição de registro do show. Eis o roteiro seguido por Vanessa da Mata (com xote, maracatu e baião) na estreia de Lua Cheia de Baião:

*  Respeita Januário (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1950) - Gravação em off de Luiz Gonzaga
1. Sabiá (Luiz Gonzaga e Zé Dantas, 1951)
2. ABC do Sertão (Luiz Gonzaga e Zé Dantas, 1953)
3. Riacho do Navio (Luiz Gonzaga e Zé Dantas, 1955)
4. Estrada de Canindé (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1950)
5. Pau de Arara (Luiz Gonzaga e Guio de Moraes, 1952)
6. Pense n'Eu (Luiz Gonzaga Jr., 1984)
7. Acauã (Zé Dantas, 1952)
8. A Vida do Viajante (Luiz Gonzaga e Hervê Cordovil, 1953)
9. Tem Pouca Diferença (Durval Vieira, 1982)
10. Óia Eu Aqui de Novo (Antonio Barros Silva, 1967)
11. Forró no Escuro (Luiz Gonzaga, 1958)
12. Olha Pro Céu (Luiz Gonzaga e José Fernandes, 1951)
13. Vem Morena (Luiz Gonzaga e Zé Dantas, 1949)
Bis:
14. Assum Preto (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1950)
15. Qui Nem Jiló (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1950)
16. Pagode Russo (Luiz Gonzaga, 1946)

3 comentários:

Mauro Ferreira disse...

São Paulo (SP) - Quando foi do sertão de Alto Garças (MT) para Uberlândia (MG) e, há 20 anos, para São Paulo (SP), Vanessa da Mata trouxe xote, maracatu e baião no matulão da memória afetiva. Construída a partir de sua vivência da obra de Luiz Gonzaga (1912 - 1989) na infância interiorana, essa bagagem foi remexida pela cantora, sob a direção musical de Kassin, para a criação do roteiro do show Lua Cheia de Baião. Idealizado pela artista a pedido do Sesc Pinheiros (SP), onde estreou em 22 de junho de 2012, o show é a homenagem de Vanessa ao Rei do Baião no ano em que o Brasil festeja o centenário de nascimento do compositor. Na estreia, a cantora - vista em foto de Paulo Neto - interpretou 16 músicas do repertório de Gonzagão, sendo 12 da lavra seminal de Lua. Além de ter filmado o espetáculo (em cartaz até 24 de junho no Teatro Paulo Autran do Sesc Pinheiros), a artista planeja gravar o áudio em estúdio, mas ainda reflete sobre a viabilidade de edição de registro do show. Eis o roteiro seguido por Vanessa da Mata (com xote, maracatu e baião) na estreia de Lua Cheia de Baião:

* Respeita Januário (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1950) - Gravação em off de Luiz Gonzaga
1. Sabiá (Luiz Gonzaga e Zé Dantas, 1951)
2. ABC do Sertão (Luiz Gonzaga e Zé Dantas, 1953)
3. Riacho do Navio (Luiz Gonzaga e Zé Dantas, 1955)
4. Estrada de Canindé (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1950)
5. Pau de Arara (Luiz Gonzaga e Guio de Moraes, 1952)
6. Pense n'Eu (Luiz Gonzaga Jr., 1984)
7. Acauã (Zé Dantas, 1952)
8. A Vida do Viajante (Luiz Gonzaga e Hervê Cordovil, 1953)
9. Tem Pouca Diferença (Durval Vieira. 1982)
10. Óia Eu Aqui de Novo (Antonio Barros Silva, 1967)
11. Forró no Escuro (Luiz Gonzaga, 1958)
12. Olha Pro Céu (Luiz Gonzaga e José Fernandes, 1951)
13. Vem Morena (Luiz Gonzaga e Zé Dantas, 1949)
Bis:
14. Assum Preto (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1950)
15. Qui Nem Jiló (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1950)
16. Pagode Russo (Luiz Gonzaga, 1946)

Maria disse...

Só falta Marisa Monte fazer a sua homenagem ao centenário do Rei Do Baião quando vier com a turnê aqui pro Nordeste.

Zé Henrique disse...

Ainda reflete lançar?!
Pô, Vanessona!, pense nisso mais não, lance!
Pense N'Eu! :-)