Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


segunda-feira, 22 de abril de 2013

Inéditas e 'covers' de Jobim, McLachlan e Nando geram show 'Sim' de Sandy

 Música apaixonada em que Nando Reis expressa o amor que sentiu por Cássia Eller (1962 - 2001) e que foi lançada no segundo álbum solo do cantor e compositor paulista, Para quando o arco-íris encontrar o pote de ouro (2000), All star ganha a voz de Sandy no show Sim, que chegou ao Rio de Janeiro (RJ) em 21 de abril de 2013 uma semana após a estreia nacional em Vitória (ES) em 13 de abril. No roteiro de Sim, Sandy - vista no palco da casa Vivo Rio na foto de Rodrigo Goffredo - apresenta inéditas do segundo álbum solo, também intitulado Sim e programado ser lançado no fim de maio, entre sucessos da discografia (solo e da dupla Sandy Junior) e  covers das obras de Antonio Carlos Jobim (1927 - 1994) (Águas de março, 1972), Chitãozinho & Xororó (Se Deus me ouvisse, canção de Almir Rogério regravada pela dupla em 1986 no álbum Coração quebrado), Lulu Santos (Casa, 1986), Michael Jackson (1958 - 2009) (Bad, 1987), Nerida Pallot (Idaho, 2005) e Sarah McLachlan (Angel, música lançada pela artista canadense em 1997 no álbum Surfacing). Eis o roteiro seguido por Sandy em 21 de abril de 2013, no Vivo Rio, na estreia (carioca) do show Sim:

1. Aquela dos 30 (Sandy Leah, 2012)
2. Sem jeito (Sandy Leah e Lucas Lima, 2010)
3. Perdida e salva (Sandy Leah, 2010)
4. Ela / Ele (Sandy Leah e Lucas Lima, 2010)
5. Segredo (Sandy Leah e Lucas Lima, 2012)
6. Se Deus me ouvisse (Almir Rogério, 1971) - cover de Chitãozinho & Xororó
7. Pés cansados (Sandy Leah e Lucas Lima, 2010)
8. Ponto final (Sandy Leah, 2013) - inédita
9. Casa (Lulu Santos, 1986) 
10. Bad (Michael Jackson, 1987) - cover de Michael Jackson
11. Águas de março (Antonio Carlos Jobim, 1972) - cover de Tom Jobim
12. All star (Nando Reis, 2000) - cover de Nando Reis
13. Idaho (Nerina Pallot, 2005) - cover de Nerina Pallot
14. Angel (Sarah McLachlan, 1997) - cover de Sarah McLachlan
15. Não dá pra não pensar (Sandy Leah e Junior Lima, 2001)
16. A lenda (Kiko, Nando e Ricardo Feghali, 2000)
17. Quem eu sou (Sandy Leah e Lucas Lima, 2010)
18. Escolho você (Sandy Leah, Lucas Lima e Jason Tarver, 2012)
Bis:
19. Saudade (Denis Nassar, 2012)
20. Sim (Sandy Leah, 2013) - inédita

7 comentários:

Mauro Ferreira disse...

Música em que Nando Reis expressa o amor que sentiu por Cássia Eller (1962 - 2001) e que foi lançada pelo cantor e compositor paulista em seu segundo CD solo, Para quando o arco-íris encontrar o pote de ouro (2000), All star ganha a voz de Sandy no show Sim, que chegou ao Rio de Janeiro (RJ) em 21 de abril de 2013 uma semana após sua estreia nacional em Vitória (ES) em 13 de abril. No roteiro de Sim, Sandy - vista no palco da casa Vivo Rio na foto de Rodrigo Amaral - apresenta inéditas de seu segundo álbum solo, também intitulado Sim e com lançamento programado para o fim de maio, entre sucessos de sua discografia (solo e da dupla Sandy Junior) e entre covers das obras de Antonio Carlos Jobim (1927 - 1994) (Águas de Março, 1972), Chitãozinho & Xororó (Se Deus me ouvisse, canção de Almir Rogério gravada pela dupla em 1986 no álbum Coração quebrado), Lulu Santos (Casa, 1986), Michael Jackson (1958 - 2009) (Bad, 1987), Nerida Pallot (Idaho, música de 2005) e Sarah McLachlan (Angel, música lançada pela cantora e compositora canadense em 1997 em seu álbum Surfacing). Eis o roteiro seguido por Sandy em 21 de abril de 2013, no Vivo Rio, na estreia carioca do show Sim:

1. Aquela dos 30 (Sandy Leah, 2012)
2. Sem jeito (Sandy Leah e Lucas Lima, 2010)
3. Perdida e salva (Sandy Leah, 2010)
4. Ela / Ele (Sandy Leah e Lucas Lima, 2010)
5. Segredo (Sandy Leah e Lucas Lima, 2012)
6. Se Deus me ouvisse (Almir Rogério, 1986) - cover de Chitãozinho & Xororó
7. Pés cansados (Sandy Leah e Lucas Lima, 2010)
8. Ponto final (Sandy Leah, 2013) - inédita
9. Casa (Lulu Santos, 1986)
10. Bad (Michael Jackson, 1987) - cover de Michael Jackson
11. Águas de março (Antonio Carlos Jobim, 1972) - cover de Tom Jobim
12. All star (Nando Reis, 2000) - cover de Nando Reis
13. Idaho (Nerina Pallot, 2005) - cover de Nerina Pallot
14. Angel (Sarah McLachlan, 1997) - cover de Sarah McLachlan
15. Não dá pra não pensar (Sandy Leah e Junior Lima, 2001)
16. A lenda (Kiko, Nando e Ricardo Feghali, 2000)
17. Quem eu sou (Sandy Leah e Lucas Lima, 2010)
18. Escolho você (Sandy Leah, Lucas Lima e Jason Tarver, 2012)
Bis:
19. Saudade (Denis Nassar, 2012)
20. Sim (Sandy Leah, 2013) - inédita

Daniel disse...

Angel deve ter ficado linda na voz dela. QUe pena que ela manteve um monte de canções medianas do album de estréia e a melhor canção, mais digna de registro que era Dias Iguais ficou de fora do set. É no minimo curioso um roteiro que agregue sarah mclahan, chitaozinho e xororo e michael jackson...será que ficou coeso ?! rs

Unknown disse...

fui ao show, e não é que ficou? porque ela fez no estilo Sandy...... angel e All star ficaram lindas.....eu por mim, tiraria A lenda, mais foi escolha da cantora....

Fabio disse...

Pobreza....

Unknown disse...

Pois é, essa eu nunca engoli afffffffff

Anônimo disse...

Almir Rogério e o seu lendário Fuscão Preto!!!
Essa "Se Deus me Ouvisse" deve ser daqueles bregas da pesada.

PS: Sandy já tem menos bobagens no repertório que Marisa Monte. rsrsrrs
Ê vida boa/louca. :-)

Unknown disse...

O que é o que é uma piada maior do que Michael Jackson fazer uma música dizendo que é mau?

A Sandy cantar essa mesma música!