Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


domingo, 28 de abril de 2013

Simoninha regrava Jair e canta tema de banda dos 80 em 'Alta fidelidade'

Primeiro álbum de inéditas de Simoninha desde Melhor (2008), Alta fidelidade - nas lojas em maio de 2013,  em edição do selo S de Samba distribuída pela gravadora Som Livre - apresenta dez músicas inéditas da lavra autoral do cantor e compositor paulista e a regravação de Falso amor, música de Jair Oliveira, ouvida também em remix produzido com a adesão do rapper paulista Max B.O. Uma das músicas, Quando (Simoninha, João Marcello Bôscoli e Marcelo Lima), é do repertório da banda Suite Combo, formada por Simoninha - em foto de Rafael Kent - com João Marcello Bôscoli nos anos 80. Inédita, a composição ganhou versos adicionais ao ser recuperada pelo artista, cujo leque de parceiros em Alta fidelidade inclui Bernardo Vilhena (Pois é, poeira), Carlos Rennó (Paixão - Meu time), Edu Krieger (Morena rara), João Sabiá (Meninas do Leblon) e Mu Chebabi (Quebra e Nós dois). A produção das 12 faixas foi dividida entre Alex Moreira (do trio BossaCucaNova), Bruno Bona e Simoninha. "A ideia não foi buscar uma sonoridade completamente diferente do que eu venho fazendo, mas eu queria trazer algum frescor, um toque de novidade, que é sempre importante. Queria fazer um disco que acompanhasse as pessoas no carro, em casa, nos players portáteis. (...) É disco que fala das coisas simples da vida, do cotidiano, de amor, dessas coisas pequenas e importantes", conceitua Simoninha no texto que apresenta o álbum de sonoridade calcada na música black.

2 comentários:

Mauro Ferreira disse...

Primeiro álbum de inéditas de Simoninha desde Melhor (2008), Alta fidelidade - nas lojas em maio de 2013, em edição do selo S de Samba distribuída pela gravadora Som Livre - apresenta dez músicas inéditas da lavra autoral do cantor e compositor paulista e a regravação de Falso amor, música de Jair Oliveira, ouvida também em remix produzido com a adesão do rapper paulista Max B.O. Uma das músicas inéditas, Quando (Simoninha, João Marcello Bôscoli e Marcelo Lima), é do repertório da banda Suite Combo, formada por Simoninha - em foto de Rafael Kent - com João Marcello Bôscoli nos anos 80. Mas a composição ganhou versos adicionais ao ser recuperada pelo artista, cujo leque de parceiros em Alta fidelidade inclui Bernardo Vilhena (Pois é, poeira), Carlos Rennó (Paixão - Meu time), Edu Krieger (Morena rara), João Sabiá (Meninas do Leblon), Mu Chebabi (Quebra e Nós dois), João Sabiá (Meninas do Leblon), Edu Krieger (“Morena Rara”), Carlos Rennó (“Paixão (Meu Time)”, Bernardo Vilhena (“Pois é, Poeira”). A produção das 12 faixas foi dividida entre Alex Moreira (do trio BossaCucaNova), Bruno Bona e o próprio Simoninha. "A ideia não foi buscar uma sonoridade completamente diferente do que eu venho fazendo, mas eu queria trazer algum frescor, um toque de novidade, que é sempre importante. Queria fazer um disco que acompanhasse as pessoas no carro, em casa, nos seus players portáteis. (...) É um disco que fala das coisas simples da vida, do cotidiano, fala de amor, dessas coisas pequenas e importantes", conceitua Simoninha no texto que apresenta o álbum de sonoridade calcada na música black.

Por que você faz poema? disse...

"Tema de banda dos anos 80"?
Parece as manchetes do Yahoo.