Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quarta-feira, 24 de abril de 2013

Fafá lança EP religioso em maio, pondo fé na 'Jornada mundial da juventude'

♪ Cinco meses após cair na folia com profano EP de frevos direcionado somente ao mercado de Pernambuco, Fafá de Belém põe toda sua fé na Jornada mundial da juventude - megaevento católico que vai reunir milhões de jovens católicos no Rio de Janeiro (RJ) em julho de 2013 - e lança EP de cunho religioso. Intitulado Amor e fé, o disco vai ser posto nas lojas no início de maio pela gravadora Universal Music. No EP, Fafá dá voz a Nossa Senhora (Roberto Carlos e Erasmo Carlos - sucesso da lavra religiosa do Rei, lançado em álbum de 1993), Ave Maria (a de Schubert, em versão em português assinada por Fafá com Dudu Falcão e gravada em clima de Bossa Nova), Gracias a la vida (música de caráter político de autoria da compositora chilena Violeta Parra, lançada em 1966 pela autora e propagada depois em vozes como a da cantora argentina Mercedes Sosa) e Eu sou de lá (tema composto pelo padre Fábio de Melo em tributo ao Círio de Nazaré - evento religioso de Belém - e já gravado por Fafá, em 2012, em EP de circulação restrita ao Pará).

8 comentários:

Mauro Ferreira disse...

Cinco meses após cair na folia com profano EP de frevos direcionado somente ao mercado de Pernambuco, Fafá de Belém põe sua fé na Jornada Mundial da Juventude - megaevento católico que vai reunir milhões de jovens católicos no Rio de Janeiro (RJ) em julho de 2013 - e lança EP de cunho religioso. Intitulado Amor e fé, o disco vai ser posto nas lojas no início de maio pela gravadora Universal Music. No EP, Fafá dá voz a Nossa Senhora (Roberto Carlos e Erasmo Carlos - sucesso da lavra religiosa do Rei, lançado em álbum de 1993), Ave Maria (a de Schubert, em versão em português assinada por Fafá com Dudu Falcão), Gracias a la vida (música de caráter político de autoria da compositora chilena Violeta Parra, lançada em 1966 pela autora e propagada depois em vozes como a da cantora argentina Mercedes Sosa) e Eu sou de lá (tema composto pelo padre Fábio de Melo em tributo ao Círio de Nazaré - evento religioso de Belém - e já gravado por Fafá em 2012 em um EP de circulação restrita ao Pará).

Luca disse...

Coitada, não vai conseguir competir com os padres

Fabio disse...

Vamos lucrar com a fé! Fé = $$$$$$

ulysses rego disse...

Fafá de Belém é uma cantora de 40anos de carreira .Cheia de talento dona de uma voz impar .LINDA !Uma mulher que faz parte também da história do nosso país .Fafá já cantou o hino nacional ,cantou para dois papas cantou e canta esse país em todas as regioes .Foi além mar cantou Fado e levou sua Belém em todas as suas acões .Artista que merece todo o nosso respeito .Nossos aplausos .Fafá de BELÉM AGORA CANTANDO GRACIS LA VIDA DEVE ENCHER NÃO SÓ O CORAÇÃO MAIS TAMBÉM A NOSSA ALMA !OBRIGADO FAFá estarei lá na primeira fila pra comprar o meu cd original .

Marcelo disse...

Que saudades da Fafá de Sedução e Estrela Radiante....

Estalactites hemorrágicas disse...

Mauro, sabes de quem é a
autoria dessa linda foto?

Antecipadamente agradeço
Ricardo Sérgio

Vladimir disse...

Esperava que depois do tributo a Chico Buarque, a carreira de Fafá de Belém tomasse um rumo mais decisivo...

Ledo engano. Em se tratando de Fafá de Belém, infelizmente não se sabe o que vem pela frente, lamentavelmente...

Douglas Araújo disse...

As pessoas falam que a Fafá perdeu o rumo quando a passou a cantar músicas bregas, mas a própria fafá já disse em entrevista que quando "popularizou" o repertório suas vendas aumentaram muito.

Ora, bolinhas, se ela mesmo faz essa análise, então está mais do que na cara que Fafá de Belém é uma cantora que dá preferência à vendagem ao invés de bom repertório. Ou seja: é uma cantora comercial no pior sentido da palavra.

Também morro de saudade da Fafá dos primeiros discos, mas ela não é uma cantora que perdeu o rumo. Ao contrário. Ela sabe muito bem o rumo que escolheu e prefere ficar nele.