Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


terça-feira, 13 de outubro de 2015

Eis a capa e as 14 faixas de 'Nego resolve', segundo álbum de Nego do Borel

Esta é capa de Nego resolve, segundo álbum do cantor e compositor carioca Leno Maycon Viana Gomes, vulgo Nego do Borel. Produzido por Umberto Tavares e Mãozinha, o álbum de Nego do Borel chega ao mercado fonográfico na primeira quinzena de novembro de 2015 em edição da Sony Music, gravadora que aposta suas fichas no artista de 23 anos para abocanhar fatia no bolo crescente do funk pop - segmento dominado por cantoras como Anitta e Ludmilla, ambas contratadas pela Warner Music. Lançado nas plataformas digitais em 7 de agosto de 2015, com cinco faixas, o EP do Nego deu prévia do álbum em músicas como Não me deixe sozinho - composição propagada na trilha sonora da novela juvenil Malhação, da TV Globo - e Janela aberta. Mas há munição inédita em Nego resolve. Para alavancar as vendas do álbum, a diretoria da Sony Music aposta na música-título Nego resolve e em Minha sina, balada gravada com a participação de Lucas Lucco (cantor mineiro de sertanejo pop atualmente projetado como ator na atual temporada de Malhação). Com repertório que aloca 12 composições em 14 faixas, o álbum Nego resolve alinha músicas inéditas como Aperta o play, No flagra e O negócio é saber com regravações de músicas cantadas por Nego em seu primeiro álbum, É ele mesmo (Independente, 2014), caso de Cheguei no pistão. Eis, na ordem do álbum de Borel, as 14 faixas de Nego resolve:

1. Não me deixe sozinho (Umberto Tavares e Jefferson Junior)
2. Janela aberta (Umberto Tavares, Nego do Borel e Jefferson Junior)
3. Minha sina (Umberto Tavares, Nego do Borel e Jefferson Junior) - com Lucas Lucco
4. Nego resolve (Umberto Tavares, Jefferson Junior e Nego do Borel)
5. Os caras do momento (Nego do Borel) /
    Brincadeira das maravilhas (Everton dos Reis Varjão)
6. O negócio é saber (Nego do Borel e Anderson Brito)
7. Cheguei no pistão (Diego Zakarias da Silva)
8. Senta e rebola (Nego do Borel)
9. Pretinha, vou te confessar (Nego do Borel e Igor Califfa)
10. No flagra (Umberto Tavares, Romeu R3 e Jefferson Junior)
11. Aperta o play (Nego do Borel)
12. Janela aberta (versão estendida para DJs)
13. Não me deixe sozinho (versão estendida para DJs)
14. Nego resolve (versão estendida para DJs)

11 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Esta é capa de Nego resolve, segundo álbum do cantor e compositor carioca Leno Maycon Viana Gomes, vulgo Nego do Borel. Produzido por Umberto Tavares e Mãozinha, o álbum de Nego do Borel chega ao mercado fonográfico na primeira quinzena de novembro de 2015 em edição da Sony Music, gravadora que aposta suas fichas no artista de 23 anos para abocanhar fatia no bolo crescente do funk pop - segmento dominado por cantoras como Anitta e Ludmilla, ambas contratadas pela Warner Music. Lançado nas plataformas digitais em 7 de agosto de 2015, com cinco faixas, o EP do Nego deu prévia do álbum em músicas como Não me deixe sozinho - composição propagada na trilha sonora da novela juvenil Malhação, da TV Globo - e Janela aberta. Mas há munição inédita em Nego resolve. Para alavancar as vendas do álbum, a diretoria da Sony Music aposta na música-título Nego resolve e em Minha sina, balada gravada com a participação de Lucas Lucco (cantor mineiro de sertanejo pop atualmente projetado como ator na atual temporada de Malhação). Com repertório que aloca 12 composições em 14 faixas, o álbum Nego resolve alinha músicas inéditas como Aperta o play, No flagra e O negócio é saber com regravações de músicas cantadas por Nego em seu primeiro álbum, É ele mesmo (Independente, 2014), caso de Cheguei no pistão. Eis, na ordem do álbum de Borel, as 14 faixas de Nego resolve:

1. Não me deixe sozinho
2. Janela aberta
3. Minha sina - com Lucas Lucco
4. Nego resolve
5. Os caras do momento / Brincadeira das maravilhas
6. O negócio é saber
7. Cheguei no pistão
8. Senta e rebola
9. Pretinha, vou te confessar
10. No flagra
11. Aperta o play
12. Janela aberta (versão estendida para DJs)
13. Não me deixe sozinho (versão estendida para DJs)
14. Nego resolve (versão estendida para DJs)

Rafael M. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Rafael M. disse...

Quem quer isso?

Fred Alves disse...

Mauro me desculpe não quero ser o chato que critica tudo mas é duro abrir o seu blog depois de ter lido a resenha sublime do cd da Elza e dar de cara com isso mas eu entendo que seja seu trabalho,abraços!

Mauro Ferreira disse...

Fred, entendo que vc não goste de funk. Mas a linha editorial de Notas Musicais engloba todos ritmos e gêneros - como exposto no texto de apresentação. Nego do Borel está em evidência no universo pop brasileiro. Nada me obriga a dar um post sobre elke, mas acho que a notícia é relevante. Além do mais, a capa foi exposta em primeira mão pelo blog, passada pela assessoria da Sony Music. Mas seu comentário é bem-vindo. Abs, MauroF

italo vinicius disse...

Esse povo nao gosta nao sei pq ainda comenta, o nego é engraçado morro de rir com ele
A capa até que nao é ruin

Ricardo disse...

Excelente a evolução desse artista no cenário atual do POP FUNK! Boa, Sony Music!

Raffa disse...

e a turminha da higienização musical não se cansa...

Alan disse...

Não que eu goste de Funk, mas gosto é gosto, se tem gente que ouve, que seja bem vindo, tem espaço pra todos.

Anderson Brito disse...

Funk é cultura ( fred alves)..
Em que mundo você vive?
Pode falar o que for
Mais quando você liga seu rádio ou sua tv,
Éo funk que sempre está em primeiro lugar...
Me vem você falar em (cd de Elza).
Pelo amor de Deus amigo.. se atualiza e depois pensa em falar alguma coisa...
E outra, só com cd mesmo pra você poder ouvir ela...
Rs... zzZzzZzz

ADEMAR AMANCIO disse...

A Elza em que pese o peso da idade é um clássico - o resto é modinha,justamente porque toca em rádio e tv.