Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 10 de outubro de 2015

Bárbara Eugenia disponibiliza terceiro álbum solo, 'Frou frou', para download

 Pautado pelo cruzamento de referências da disco music brasileira com ecos da canção popular sentimental rotulada como brega, o terceiro álbum solo de Bárbara Eugenia, Frou frou, já está disponível para download gratuito no site oficial desta cantora e compositora fluminense radicada em São Paulo (SP). Lançado oficialmente em 6 de outubro de 2015, o disco - produzido por Eugenia com Clayton Martin e editado por vias independentes - alinha 13 músicas em seu repertório quase inteiramente autoral. A que abre o álbum com batida de disco music, Besta (Bárbara Eugenia, Clayton Martin, Davi Bernardo e Jesus Sanchez), já tinha sido posta em rotação na web em setembro. Inédita, Recomeçar é canção romântica composta pelo guitarrista Fernando Catatau, mas nunca gravada por seu grupo Cidadão Instigado. Recomeçar figura no repertório de Frou frou com sua veia romântica, mas sem deixar de evocar a dançante música pop brasileira dos anos 1970 em seu arranjo, assim como Vou ficar maluca, outra música do disco assinada por Bárbara com os três parceiros de Besta (Clayton Martin, Davi Bernardo e Jesus Sanchez). Já Pra te atazanar ostenta dueto de Eugenia com Rafael Castro, cantor paulista que transita em universo musical similar ao habitado pela cantora e que é parceiro de Barbara na composição. Já Ai, doeu! (Bárbara Eugenia) cita verso de Como uma onda (Lulu Santos e Nelson Motta, 1983) - "Tudo passa, tudo sempre passará" - enquanto Para curar o coração (Bárbara Eugênia) é faixa que alinha na ficha técnica os nomes de Andrea Merkel, Andreia Dias, Blubell, Claudia Dorei e Naná Rizzini - cantoras que dividem a interpretação da faixa com Bárbara. A artista regrava Cama (Tatá Aeroplano, 2010) e apresenta parceria com Peri Pane e Arruda em Ouvi dizer, música registrada no álbum Frou frou em dueto com Pane.  A música-título Frou frou é parceria de Bárbara Eugenia com Clayton Martin.

6 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Pautado pelo cruzamento de referências da disco music brasileira com ecos da canção popular sentimental rotulada como brega, o terceiro álbum solo de Bárbara Eugenia, Frou frou, já está disponível para download gratuito no site oficial desta cantora e compositora fluminense radicada em São Paulo (SP). Lançado oficialmente em 6 de outubro de 2015, o disco - produzido por Eugenia com Clayton Martin e editado por vias independentes - alinha 13 músicas em seu repertório quase inteiramente autoral. A que abre o álbum com batida de disco music, Besta (Bárbara Eugenia, Clayton Martin, Davi Bernardo e Jesus Sanchez), já tinha sido posta em rotação na web em setembro. Inédita, Recomeçar é canção romântica composta pelo guitarrista Fernando Catatau, mas nunca gravada por seu grupo Cidadão Instigado. Recomeçar figura no repertório de Frou frou com sua veia romântica, mas sem deixar de evocar a dançante música pop brasileira dos anos 1970 em seu arranjo, assim como Vou ficar maluca, outra música do disco. Já Pra te atazanar ostenta dueto de Eugenia com Rafael Castro, cantor paulista que transita em universo musical similar ao habitado pela cantora. Já Ai, doeu! cita verso de Como uma onda (Lulu Santos e Nelson Motta, 1983) - "Tudo passa, tudo sempre passará" - enquanto Para curar o coração é faixa que alinha na ficha técnica os nomes de Andrea Merkel, Andreia Dias, Blubell, Claudia Dorei e Naná Rizzini. Eugenia regrava Cama (Tatá Aeroplano, 2010) e apresenta parceria com Peri Pane em Ouvi dizer, música registrada no álbum Frou frou em dueto com seu partner na criação da composição.

Rafael M. disse...

Capa horrorosa, mas gostei da iniciativa da cantora de liberar seu álbum para download gratuito. Quem dera se todas as cantoras fizessem essa atitude nobre como ela...

lurian disse...

Ainda gosto mais do primeiro disco dela. Mas esse está melhor que o segundo.

Vladimir disse...

Talvez ela tenha se dado conta que com esta capa horrorosa, o disco ia passar batido...

Lenegrotz disse...

Bem,cada um tem seu gosto,não é mesmo?Essa capa do Frou Frou é altamente criativa,o encarte ,igualmente,saindo da 'caixa'-quadradinha-bonitinha.Bárbara Eugênia não precisa provar mais nada!Desde a beleza incontestável à qualidade ,inteligência e clima Dadá!O disco é ótimo!Arranjos fantásticos,ousados e sofisticados para letras simples que falam ao coração.Requer algum refinamento para reconhecer todos - e não são poucos,os méritos de FrouFrou!

Mike Wevanne disse...

Conheci o trabalho da artista ano passado e adorei! Infelizmente só agora descobri este novo álbum, vou conferir! Desde já deixo elogios para o projeto visual do material, gostei.