Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quinta-feira, 14 de julho de 2011

Divergências motivam cancelamento do disco ao vivo de Alaíde e Fátima

Embora já tenha recebido da fábrica as mil cópias da tiragem inicial do CD Alaíde Costa e Fátima Guedes ao Vivo, que perpetuaria show feito pelas cantoras no Teatro Fecap (SP) de 5 a 7 de agosto de 2008, a gravadora Joia Moderna cancelou a edição do disco. As mil cópias serão, inclusive, destruídas. O motivo do abrupto cancelamento foram discordâncias relativas a questões técnicas na faixa Minha Nossa Senhora, música de Fátima Guedes, interpretada por Alaíde Costa. Como por enquanto não se chegou a um entendimento, a decisão foi por não comercializar as mil cópias já fabricadas. Com isso, os admiradores das artistas vão ficar impossibilitados de ouvir o registro ao vivo de show irretocável, cujo roteiro incluía a inédita Ela, tema em que Fátima Guedes discorre em tom teatral sobre as efervescentes mutações da alma feminina. Clique aqui para ler a resenha da bela estreia do show, realizada no efêmero projeto Grandes Encontros do Teatro Rival - no Rio de Janeiro (RJ) - em 17 de julho de 2008.  

22 comentários:

Mauro Ferreira disse...

Embora já tenha recebido da fábrica as mil cópias da tiragem inicial do CD Alaíde Costa e Fátima Guedes ao Vivo, que perpetuaria show feito pelas cantoras no Teatro Fecap (SP) de 5 a 7 de agosto de 2008, a gravadora Joia Moderna cancelou a edição do disco. As mil cópias serão, inclusive, destruídas. O motivo do abrupto cancelamento foram discordâncias relativas a questões técnicas na faixa Minha Nossa Senhora, música de Fátima Guedes, interpretada por Alaíde Costa. Como por enquanto não se chegou a um entendimento, a decisão foi por não comercializar as mil cópias já fabricadas. Com isso, os admiradores das artistas vão ficar impossibilitados de ouvir o registro ao vivo de show irretocável, cujo roteiro incluía a inédita Ela, tema em que Fátima Guedes discorre em tom teatral sobre as efervescentes mutações da alma feminina. Clique aqui para ler a resenha da bela estreia do show, realizada no efêmero projeto Grandes Encontros do Teatro Rival - no Rio de Janeiro (RJ) - em 17 de julho de 2008.

Marcelo disse...

Uma lástima...Pq será q as coisas boas encontram tantos obstáculos??

Denilson Santos disse...

Mas que prejuízo, para todos os envolvidos: a gravadora, as artistas e, principalmente, nós, o público sedento por obras realmente belas como essa.

abração,
Denilson

Luca disse...

Essa história tá mal contada, o que pode ter de errado numa gravação de show? e porque não tiram essa faixa do disco se ela tá com algum problema de som ruim?

Márcio disse...

Também acho que a história está mal contada. Hoje em dia são inúmeros os recursos técnicos que permitem corrigir eventuais falhas em registros ao vivo. E desde quando problemas com uma única faixa inviabilizam a comercialização de todo um trabalho? Sei não ...

lurian disse...

De fato...muito mal contada! E lá se vão 5 anos que Fátima lançou disco. E 12 anos, pasmem! Que não grava canções inéditas de sua autoria...
Prejuízo para todos, mas espero que ainda haja uma solução conciliadora.

Il.Junior disse...

Ue mas eles não vão nem arrumar e lançar de novo ?

Renato Vieira disse...

Seria a força da grana que ergue e destrói coisas belas? Fica a indagação caetânica...

Marcelo disse...

Isso pra mim tem dedo podre de gente problemática!!!!

ouisa55 disse...

Minha gente, vamos deixar de frescura! Que eu saiba, nenhuma multinacional poderosa está desesperada para contratar nem Dona Alaíde e nem Dona Fátima.E é só somar dois mais dois. Aparece êsse anjo de bondade e boa vontade bancando um lançamento maravilhoso e por pura "bichisse" a coisa encalacra? Vamos honrar nossas calças de homens e fazer a coisa certa, ou seja, liberar o trabalho feito pois o problema técnico, se for o que eu estou pensando é apenas uma palavra. Encosto de João Gilberto a essa altura da situação da industria fonográfica no paí? Tão bôas? A quem caiba a carapuça, faça o favor de ir beijar as mãos e os pés do Zé Pedro e liberar de uma vez esse disco. Nós, os fãs agradecemos e compraremos com toda absoluta certeza. Fátima, dá uma porrada na mesa! Você é uma mulher sensata, querida!

Felipe Grilo disse...

Pelo face do Zé Pedro, junto com o link dessa matéria do Mauro, ele postou a seguinte frase:

"Empresário intransigente, disco cancelado. E vamos em frente que tem muita cantora querendo gravar e a Joia Moderna querendo lançar"

Enfim, acho que não tem possibilidade de voltar não.

ouisa55 disse...

Se eu tivesse um empresário trabalhando contra mim, carta de demissão nêle. Onde já se viu, por um ataque de pelanca, impedir que algo tão escasso nos dias de hoje como um projeto desses seja divulgado e comercializado para um público tão carente. Enfim, de uma coisa podemos ter certeza: não é da parte da Alaíde e nem da Fátima. Até onde conheço as duas, são pessoas sensatas e jamais fariam desfeita a quem lhes oferece uma oportunidade. Quem sabe...

Clovis Cordeiro da Silva disse...

Tive o privilégio de assistir ao show, na versão paulista no teatro Fecap. Foi lindo! O disco, com certeza, também deve estar,pois,é o registro de um momento mágico.É uma lástima,não poder ter essa beleza nas minhas mãos.Que a história está mal contada, não resta a menor dúvida.Oxalá, tudo seja esclarecido.
Clovis Cordeiro da Silva.
Curitiba-Pr

CLAUDIO disse...

Uma pena! Oportunidades para os bons da música hoje em dia no Brasil são poucas e desperdiçar por "vaidade" (penso eu!), é demais.
Mauro, vê se consegue uma das 1000 cópias pra mim antes de destruírem-nas. Eu pago. (rs rs)

RAO disse...

o que falar disso?....lamentamos essa falta de respeito com os artistas e todos que trabalharam para isso.

Sandro CS disse...

Que notícia terrível! Duas grandes estrelas que precisam de espaço - e vem essa notícia absurda de que discos já fabricados serão cancelados por mera intransigência de sei lá quem. Uma loucura!

EDELWEISS1948 disse...

ALAIDE COSTA, UMA DAS MELHORES CANTORAS DESSE PAIS ( ELA ESTÁ PARA O BRASIL COMO A BILLIE HOLIDAY ESTA PARA OS EEUU.) SEJA LÁ O MOTIVO QUE FOI DE SUA RETIRADA DO MERCADO, EU JÁ TENHO, POIS COMPREI LOGO QUE SAIU.CDS DE ALAIDE NÃO PERCO TEMPO.

Clovis Cordeiro da Silva disse...

Edelweis 1948:- Com é que você conseguiu essa façanha se o disco não foi lançado? Dá-me a rfeceita, por favor.
Clovis.

Neto disse...

Assistí a estreia desse show no Teatro Rival e saí de lá absolutamente fascinado. Pelo repertório, pela simplicidade e emoção contagiante. Pela grandeza dessas artistas. Alaide cantando uma barbaridade e Fátima com todo seu talento.
Como pode um registro como esse ficar descartado por tão pouco? Alías, diria por nada, porque pelo que chegou a mim foi uma simples troca de duas palavras na letra da música.
Tem algo muito estranho nisso tudo, até porque gravações com pequenas alterações nas letras sempre existiram.
Esse empresário é mesmo empresário???? Sei não...

EDELWEISS1948 disse...

CLOVIS, COMPREI NUMA LOJA AQUI EM SÃO PAULO NA RUA DO AROUCHE. ALAIDE ARRASA COMO SEMPRE.

Zeca disse...

Não sei, se meus comentários anteriores, foram considerados inoportunos, por serem muito contundentes, daí, não terem sido aceitos, pelo Blog, fato, que eu sinceramente, lamento.
Porém, continuo pensando, o mesmo, não dá, para aceitar, credulamente, que, diante das dificuldades e crises, vividas pela indústria do disco, venham artistas veteranas e experientes, de inegável talento (é claro), mas, que ao longo de suas carreiras, não encontraram o merecido apoio, nas multi-nacionais do disco; num repente, se dão ao luxo, de jogar fora um trabalho, já pronto; que vinha cercado de expectativas, com interêsses da crítica e do público; também, um trabalho dispendioso, que gerou um custo financeiro, que não poderá ser ressarcido pela gravadora; já, que o lançamento comercial foi impedido de acontecer, irrevogavelmente, sob uma alegação, no mínimo pueril, ou seja, " as duas ou tres palavras erradas " ... Valha-me Deus!
Como, eu disse, no meu comentário, anterior, acho, que este episódio
foi muito mal explicado, mas, deixa claro, que, nem todas as estrelas, são feitas da mesma matéria, tampouco, se equivalem em quilates.
Eu só espero, que os corajosos empreendedores Zé Pedro, Thiago Marques Luiz, e a nossa querida e super talentosa Alaíde Costa, sigam em frente, pois, Deus tem muito mais, para lhes recompensar!
Atenciosamente,
Zeca Pinheiro (Rio de Janeiro)

Rafael M. disse...

Eu gostaria de saber porque os meus 2 comentários que deixei aqui sobre esta notícia à época do fato foram excluídos depois de tanto tempo... Isso sim é um mistério...