Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quarta-feira, 20 de julho de 2011

De início 'Doce', CD de Gal já se chama 'Segunda', mas título pode mudar

De início intitulado Doce, o disco em que Gal Costa canta somente músicas de Caetano Veloso ganhou novo nome, Segunda, em alusão a Domingo, o LP de 1967 gravado pelos dois artistas (vistos em foto clicada por Victor Affaro para a edição de julho de 2011 da revista Rolling Stone). Mas o atual título ainda não é definitivo e pode mudar, pois - para gente envolvida na produção do álbum - o nome Segunda também pode remeter a produto de segunda categoria.

23 comentários:

Mauro Ferreira disse...

De início intitulado Doce, o disco em que Gal Costa canta somente músicas de Caetano Veloso ganhou novo nome, Segunda, em alusão a Domingo, o LP de 1967 gravado pelos dois artistas (vistos em foto clicada por Victor Affaro para a edição de julho de 2011 da revista Rolling Stone). Mas o atual título ainda não é definitivo e pode mudar, pois, para gente envolvida na produção do álbum, o nome Segunda também pode remeter a produto de segunda categoria.

aguiar_luc disse...

De início acho que esse cd de Gal será apenas uma bolacha lançada por capricho. No último sábado assisti um show da Senhora Gal Costa na cidade de Garanhuns, e nota-se que esta senhora embora com a voz magistral de sempre, mostra que perdeu o TESÃO pelo canto, pelo palco... Desde o show "HOJE" que ela tinha tudo pra voltar ao batente e acabou por fazer poucos show e estacionar a carreira.
Sorte a Gal, pois admiro muito a sua voz!

Eduardo Cáffaro disse...

Então juntem os dois ! Doce Segunda ! Um cd para começar a semana com bom astral. rsrs

Tiago disse...

Engraçado... achei que a mudança tivesse sido de "Segunda" para "Doce", não ao contrário. Pelo menos assim contou a Vogue RG, antes da RS dizer que seria outro.

Fabio disse...

Nao sei se o CD tem um conceito, mas nada a ver esse título. "Doce" soa bem melhor.

Vitor disse...

Não gostei de nehum dos dois nomes, mas se o problema for esse coloca segunda-feira entao hehe

André Luís disse...

Gostei do título "Segunda", relacionando com o "Domingo", de 67. Gosto de idéias simples e eficientes como essa. E sinceramente não acho que isso remeta a um produto de segunda categoria. Sabemos que é Gal na voz e Caetano nas composições. Certamente será de primeiríssima categoria. O que pode "assustar" (espantar) ouvintes é uma CAPA de segunda categoria, mas não acho que seja o caso também. Enfim, pela segunda vez afirmo: gostei do "Segunda"! Ficou um título docemente apropriado.

Eu disse...

Segunda é péssimo! Gosto mais de Doce.

lauro disse...

Bobagem... Lembro que quando foi lançado o último CD da Simone falavam que iria aparecer o trocadilho "da véia" com o título Da Veia. E não rolou nada; até pq a Cigarra tá com tudo em cima! Já Segunda seria um ótimo título pro CD da Gal e essa relação tem tudo a ver com o nome do primeiro álbum, bem bacana. Mas - ô psit caiu um CD de um show ao viv só com músicas do Tom Jobim aqui no chão -, será que alguém envolvido na produção acha mesmo que o produto não é de primeira?????

Tudo foi feito pelo REI disse...

Adoro DOCE, a cara dela!
Doce Segunda então. Fica dica !

Santana Filho disse...

doce, azedo, segunda, terça...o importante é que o cd reflita a categoria dos dois.

valderiofreire disse...

eu resolvi essa situação de uma maneira bem simples: colocaria o nome do disco Doce segunda, pra evitar a interpretação da segunda categoria!

Luca disse...

Doce é melhor que Segunda.

Mauro Ferreira disse...

Aviso aos navegantes: sorry pela demora na aprovação dos comentários. Estava em SP, sem acesso a internet.

Aproveitando: Tiago, o título passou de 'Doce' para 'Segunda' e não o contrário - troca que confirmei ontem (19 de julho) à tarde com a assessoria da gravadora Universal Music. Contudo, como diz a nota, o título ainda pode mudar - talvez seja um terceiro, talvez volte a ser 'Doce' mesmo, mas, por ora, o CD se chama 'Segunda'. A Rolling Stone fecha com antecedência - sei porque faço resenhas para lá - e provavelmente a troca se deu quando a edição de julho já tinha sido fechada. Abs, mauroF

Tiago disse...

obrigado Mauro.

Antonio Gauderio disse...

Oh disco demorado cheio de expectativas: capa de revista antes de hora, títulos sem graça,expectativas sem nem sabermos o que vem por aí Gal Costa há anos virou um enigma, pode vir porcaria por ai ou um mais um show preguiçoso vamos esperar mais um pouco ?

Vitor Salz disse...

Eu acho que ambos são simples e originais. Espero muito desse disco, principalmente que ele seja moderno em sua sonoridade pois Caetano nos prova a todo trabalho que não parou no tempo. É um artista contemporâneo, antenado, "linkando" passado, presente e futuro com sua música e poesia. Como um dia definiu Rita Lee, é realmente um "Homem Vinho". Espero que Gal tenha se renovado com esse novo e inédito repertório brindando-nos com um excelente trabalho. Não acho que "Segunda" remeta a uma categoria pejorativa. A idéia da alusão ao primeiro disco da dupla é fantástica. Saquei logo quando li a manchete o que queria dizer. Tomara que a capa também nos reporte ao disco de 65. Seria muito interessante tudo. Que venha "SEGUNDA" para ouvirmos todos os dias da semana.

Sandro CS disse...

Espero ansiosamente por esse trabalho. Gal é sempre Gal, não importa o título do disco.

Scovino disse...

Enquanto isso levo os elepês de Gal para passear...

KL disse...

a julgar pelos lançamentos mais recentes, só mesmo um milagre salva esse álbum de ser mais um previsível tributo à depressão elegante. *Quem sabe, talvez, um dia...*

Tudo foi feito pelo REI disse...

KL, Quem sabe talvez um dia a sua cantora favorita alcance o talento que Gal Costa tem !
Gente, o álbum nem foi lançado e tem gente que já fala mal.
Coisa feia, é a velha história né, Gal Costa a cantora mais cobrada da MPB.
Tem q colocar ela pra baixo p/ poder enaltecer as restantes. Lamentável.

Eduardo Cáffaro disse...

Aguardo esse cd com muita fome desse doce, e vontade de encarar essa segunda ! rsrs. Julgar só depois que escutar ...antes é só para quem é mal amado ! kkkkkkk

KL disse...

Tudo,

Para seu governo, Gal já foi minha cantora favorita, hoje não tenho artista favorito; prefiro gostar de faixas, álbuns ou de determinadas fases.
E não fiz um julgamento antecipado do tipo "não ouvi, não gostei" - como eu sei que muitos injustamente fazem por aí: minha observação é real e, sinceramente, eu torço para que esse cd seja exatamente o contrário das minhas previsões, pois a Gal Costa de hoje não guarda a menor lembrança daquela que, um dia, rivalizou com Elis o posto de "a melhor". Uma pena, pois ainda tem voz suficiente para voltar a cantar bonito.