Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


terça-feira, 16 de setembro de 2014

Os 70 anos de Nelson Motta geram CD, série de TV e show em outubro

Nelson 70 é o título do projeto multimídia que celebra os 70 anos de vida do compositor, jornalista, escritor e produtor musical carioca Nelson Motta - visto na foto com a cantora paulista Ana Cañas, intérprete da regravação de Perigosa (Roberto de Carvalho, Nelson Motta e Rita Lee, 1977). Programado para outubro de 2014, o projeto Nelson 70 inclui CD - a ser editado pela gravadora Som Livre - e série de TV com oito episódios que vai ao ar no Canal Brasil a partir de 29 de outubro, dia do 70º aniversário de Nelson. A série tem direção de Adriana Penna, Guto Barra e Tatiana Issa. Está previsto também um show com os convidados do disco. Além de Ana Cañas, o time de intérpretes inclui Djavan, Ed Motta, Fernanda Takai, Gaby Amarantos, Guilherme Arantes, Jorge Drexler, Lenine, Leo Cavalcanti, Lulu Santos, Marisa Monte (numa inédita, Nós e o tempo, gravada com o piano de João Donato), Max de Castro, Roberto Menescal, Rodrigo Amarante e Silva. Cada intérprete dá voz a uma música do cancioneiro do compositor. O cantautor uruguaio Jorge Drexler, por exemplo, revive o bolero havaiano Como uma onda (Lulu Santos e Nelson Motta, 1983). Lenine canta Certas coisas (Lulu Santos e Nelson Motta, 1984, Fernanda Takai regrava De onde vens (Dori Caymmi e Nelson Motta, 1967) e Gaby Amarantos repagina Dancin' days (Rubens Queiroz e Nelson Motta, 1978).

8 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Nelson 70 é o título do projeto multimídia que celebra os 70 anos de vida do compositor, jornalista, escritor e produtor musical carioca Nelson Motta - visto na foto com a cantora paulista Ana Cañas, intérprete da regravação de Perigosa (Roberto de Carvalho, Nelson Motta e Rita Lee, 1977). Programado para outubro de 2014, o projeto Nelson 70 inclui CD - a ser editado pela gravadora Som Livre - e série de TV com oito episódios que vai ao ar no Canal Brasil a partir de 29 de outubro, dia do 70º aniversário de Nelson. A série tem direção de Adriana Penna, Guto Barra e Tatiana Issa. Está previsto também um show com os convidados do disco. Além de Ana Cañas, o time de intérpretes inclui Djavan, Ed Motta, Fernanda Takai, Gaby Amarantos, Guilherme Arantes, Jorge Drexler, Lenine, Leo Cavalcanti, Lulu Santos, Marisa Monte (no registro de música inédita, gravada com o piano de João Donato), Max de Castro, Roberto Menescal, Rodrigo Amarante e Silva. Cada intérprete dá voz a uma música do cancioneiro do compositor. O cantautor uruguaio Jorge Drexler, por exemplo, revive o bolero havaiano Como uma onda (Lulu Santos e Nelson Motta, 1983). Lenine canta Certas coisas (Lulu Santos e Nelson Motta, 1984, Fernanda Takai regrava De onde vens (Dori Caymmi e Nelson Motta, 1967) e Gaby Amarantos repagina Dancin' days (Rubens Queiroz e Nelson Motta, 1978).

Zé Henrique disse...

O time tá bem escalado.
Ganharia fácil o campeonato brasileiro.

Douglas Carvalho disse...

Lá vem a Gaby Amarantos empurrada pela goela abaixo.

Clayton Moreira disse...

Faltou a lembrança do centenário de Lupicínio aqui no blog.

Marcelo disse...

Coitado do Nelson Motta....

Leo-MT disse...

Nelson Motta passa longe de ser gênio. Começou a ter um destaque após a globo contrata-lo como comentarista musical e ter quadro no jornal da globo. Esteve em grande momentos da música, estreias, shows históricos, produziu alguns bons discos, e formando amizades, aqui, ali. Com isso andou com quem interessa e conheceu quem pode. Gênio, talento tinha e tem Gonzaguinha, Vinicius, Jobim, Caetano, Chico, Gilberto, Caymmi, Lupicínio Rodrigues, Ary Barroso. Nelson Motta é normal, nada de tão expressivo!

tony disse...

tiran do gabi amarantos o resto do time ta beleza

tony disse...

tirando gabi amarantos oresto ta otimo