Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Eis a capa de 'Luiz Maurício', CD em que Lulu reúne Ailton e Sany Pitbull

Esta é a espirituosa capa de Luiz Maurício, o 25º álbum da discografia de Lulu Santos. Trata-se do primeiro disco de inéditas do cantor e compositor desde Singular (EMI Music, 2009). Com lançamento programado para 30 de setembro de 2014, Luiz Maurício - o título do álbum é o nome de batismo do artista - chega ao mercado fonográfico com 12 faixas. O funkeiro Mr. Catra e o cantor, compositor e músico Jorge Ailton figuram na música Michê (Chega de longe bis). Já o DJ de funk Sany Pitbull participa do remix de Sócio do amor assinado pelo DJ Batutinha. A propósito, o DJ Memê assina o remix da música-título Luiz Maurício que abre o disco. No CD, Lulu dá voz a inéditas de lavra autoral como SDV (Segue de volta?), Efe-se, Fogo amigo, Lava-jato e Torpedo entre dois temas totalmente instrumentais (Blueseado e Drones).

7 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Esta é a espirituosa capa de Luiz Maurício, o 25º álbum da discografia de Lulu Santos. Trata-se do primeiro disco de inéditas do cantor e compositor desde Singular (EMI Music, 2009). Com lançamento programado para 30 de setembro de 2014, Luiz Maurício - o título do álbum é o nome de batismo do artista - chega ao mercado fonográfico com 12 faixas. O funkeiro Mr. Catra e o cantor, compositor e músico Jorge Ailton figuram na música Michê (Chega de longe bis). Já o DJ de funk Sany Pitbull participa do remix de Sócio do amor assinado pelo DJ Batutinha. A propósito, o DJ Memê assina o remix da música-título Luiz Maurício que abre o disco. No CD, Lulu dá voz a inéditas de lavra autoral como SDV (Segue de volta?), Efe-se, Fogo amigo, Lava-jato e Torpedo entre dois temas totalmente instrumentais (Blueseado e Drones).

Luca disse...

grande capa!

Vitor Salz disse...

Uma das capas mais originais e divertidas dos últimos tempos! Lulu tem estilo de sobra. Após alguns projetos ao vivo e o cd dedicado ao repertório de Roberto Carlos e Erasmo Carlos, é bom um disco de inéditas pra renovar ainda mais sua "moto - contínua" carreira. Toca Lulu!

Daniel disse...

Capa genial de um artista que costumava ser genial!Torço que o processo de "modernização" dele não passe apenas pelo funk popularesco e quetais...Lulu pode fazer muito mais do que isso...

Felipe dos Santos disse...

Curioso: Lulu batiza um álbum de "Luiz Maurício" 35 anos depois de este ser o nome do malogrado compacto com "Melô do amor" e "Gosto de batom" que ele fez na antiga Polygram - que impôs Luiz Maurício a ele como nome de guerra dizendo que Lulu não era nome de gente...

O mundo dá voltas, já cantava o CPM 22.

Sobre o álbum, imagino que seja o Lulu de sempre. Uma piscadela ao funk carioca que ele sempre defendeu; a força dada ao pupilo que estiver em sua banda (já foi Arthur Maia, já foi Milton Guedes, hoje é Jorge Ailton); músicas divertidas...

Enfim, não deverá ser um trabalho ousado. Até porque o "efeito The Voice" na carreira dele já foi maior, acho. Mas que Lulu siga. É um cara inteligente.

Felipe dos Santos Souza

O blog disse...

Escutei trechos do álbum no itunes e adorei. Está o velho e bom Lulu de sempre. Recomendo.

Diego Neves disse...

Esse CD ficou muito bom!