Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 27 de setembro de 2014

Mariana lança 'Desejo', álbum em que canta Caetano, Caymmi e Wisnik

Com (belíssima) capa criada a partir de foto de Cafi, o terceiro álbum solo da cantora carioca Mariana de Moraes, Desejo, vai ser lançado em outubro de 2014 pela gravadora Biscoito Fino. Produzido por Alê Siqueira, sob direção artística de José Miguel Wisnik, o disco foi gravado no estúdio Coaxo do Sapo (de Guilherme Arantes), na Bahia, no primeiro semestre de 2012. O CD Desejo alinha 13 faixas. Wisnik assina Assum branco (1994) - música da trilha sonora composta com Tom Zé para Parabelo, espetáculo do Grupo Corpo - e Cacilda (1997). Compositor recorrente no repertório pautado por regravações, Caetano Veloso é o autor da recente Morro, amor - parceria com Arnaldo Antunes, inédita quando gravada em 2012 por Mariana, mas depois registrada por Antunes em 2013 no álbum Disco - e das antigas Cá já (1976 - música lançada por Fafá de Belém no álbum Tamba Tajá) e Flor do Cerrado (1974 - música lançada por Gal Costa no álbum Cantar). Outras músicas de Desejo são A mãe d'água e a menina (Dorival Caymmi, 1985), Vai e vem (Amor de Carnaval) (Guilherme Arantes e Nelson Motta, 2007), Veleiro azul (Luiz Melodia e Rúbia, 1976) e Engomadinho (Pedro Caetano e Claudionor Cruz), samba lançado em 1942 na voz da cantora carioca Aracy de Almeida (1914 - 1988). Em Desejo, Mariana de Moraes também dá voz a Motivos reais banais, música feita por Adriana Calcanhotto a partir de versos do poeta e compositor Waly Salomão (1943 - 2003). A música era inédita na época em que Mariana gravou Desejo, mas, entre a gravação e a edição do disco, foi registrada por Calcanhotto no CD e DVD Olhos de onda (Sony Music, 2014).

4 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Com (belíssima) capa criada a partir de foto de Cafi, o terceiro álbum solo da cantora carioca Mariana de Moraes, Desejo, vai ser lançado em outubro de 2014 pela gravadora Biscoito Fino. Produzido por Alê Siqueira, sob direção artística de José Miguel Wisnik, o disco foi gravado no estúdio Coaxo do Sapo (de Guilherme Arantes), na Bahia, no primeiro semestre de 2012. O CD Desejo alinha 13 faixas. Wisnik assina Assum branco (1994) - música da trilha sonora composta com Tom Zé para Parabelo, espetáculo do Grupo Corpo - e Cacilda (1997). Compositor recorrente no repertório pautado por regravações, Caetano Veloso é o autor da recente Morro, amor - parceria com Arnaldo Antunes, inédita quando gravada em 2012 por Mariana, mas depois registrada por Antunes em 2013 no álbum Disco - e das antigas Cá já (1976 - música lançada por Fafá de Belém no álbum Tamba Tajá) e Flor do Cerrado (1974 - música lançada por Gal Costa no álbum Cantar). Outras músicas de Desejo são A mãe d'água e a menina (Dorival Caymmi, 1985), Vai e vem (Amor de Carnaval) (Guilherme Arantes e Nelson Motta, 2007), Veleiro azul (Luiz Melodia e Rúbia, 1976) e Engomadinho (Pedro Caetano e Claudionor Cruz), samba lançado em 1942 na voz da cantora carioca Aracy de Almeida (1914 - 1988). Em Desejo, Mariana de Moraes também dá voz a Motivos reais banais, música feita por Adriana Calcanhotto a partir de versos do poeta e compositor Waly Salomão (1943 - 2003).

Dona Emengarda disse...

Mariana é uma mulher linda, mas como cantora deixa a desejar. Será que dá conta desse repertório?

Val Js disse...

Mariana de Moraes deve ser ouvida com atenção. Faz parte de um seleto grupo de cantoras que tem algo difícil de explicar, que vai além das questões de timbre, afinação e técnica. O cd "Se é pecado sambar" é belíssimo. Quando ouvimos somos tomados pela beleza da música.
Quem não conhece, procure ouvir.

Marcelo disse...

É muito ruim...desafina tanto que dói na alma...