Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 29 de março de 2014

CD 'Megatamainho' conecta Gero Camilo a Caldas, Criolo, Otto e Vanessa

Artista cearense que ganhou projeção como ator em filmes como Bicho de sete cabeças (2001) e Carandiru (2003), Gero Camilo é também cantor e compositor. Seis anos após apresentar seu primeiro CD, Canções de invento (2008), Camilo lança um segundo CD, Megatamainho, que o conecta de forma surpreendente a nomes de universo musicais distintos como o rapper paulista Criolo, o cantor baiano Luiz Caldas, o compositor e percussionista pernambucano Otto e a cantora mato-grossense Vanessa da Mata. Se Criolo é o compositor de Chuchuzeiro, música inédita ambientada em clima de forró romântico, Luiz Caldas é parceiro de Camilo em música, Meu diadorim, de tom roqueiro e poética afinada com o espírito brasileiro do disco. Já Vanessa da Mata assina com o ator-cantor uma música que cai no samba, embora o título Cordel em desacordo sugira tema de pegada nordestina. A presença do nome de Otto na ficha técnica - como parceiro de Camilo em O amor a fonte a poesia - é menos inusitada porque quem assina a produção do CD é Mestre Bactéria, o Bac, nome ligado ao universo do Mangue Beat, de onde vem também músicos como o percussionista Toca Ogan, que bate seu tambor em temas de autoria de Camilo como Infinito meu e A mensagem (parceria com o cantor e compositor Rubi). A cantoria que abre o disco, introduzindo Catarina (Gero Camilo), dá a pista do tom interiorano que caracteriza o repertório de Megatamainho, ainda que caibam samba, rock e forró no eclético universo musical do multimídia Gero Camilo.

4 comentários:

Mauro Ferreira disse...

Artista cearense que ganhou projeção como ator em filmes como Bicho de sete cabeças (2001) e Carandiru (2003), Gero Camilo é também cantor e compositor. Seis anos após apresentar seu primeiro CD, Canções de invento (2008), Camilo lança um segundo CD, Megatamainho, que o conecta de forma surpreendente a nomes de universo musicais distintos como o rapper paulista Criolo, o cantor baiano Luiz Caldas, o compositor e percussionista pernambucano Otto e a cantora mato-grossense Vanessa da Mata. Se Criolo é o compositor de Chuchuzeiro, música inédita ambientada em clima de forró romântico, Luiz Caldas é parceiro de Camilo em música, Meu diadorim, de tom roqueiro e poética afinada com o espírito brasileiro do disco. Já Vanessa da Mata assina com o ator-cantor uma música que cai no samba, embora o título Cordel em desacordo sugira tema de pegada nordestina. A presença do nome de Otto na ficha técnica - como parceiro de Camilo em O amor a fonte a poesia - é menos inusitada porque quem assina a produção do CD é Mestre Bactéria, o Bac, nome ligado ao universo do Mangue Beat, de onde vem também músicos como o percussionista Toca Ogan, que bate seu tambor em temas de autoria de Camilo como Infinito meu e A mensagem (parceria com o cantor e compositor Rubi). A cantoria que abre o disco, introduzindo Catarina (Gero Camilo), dá a pista do tom interiorano que caracteriza o repertório de Megatamainho, ainda que caibam samba, rock e forró no eclético universo musical do multimídia Gero Camilo.

Luca disse...

capa interessante!

Rafael M. disse...

Gostei também da capa... Ficou bonita...

Rafael M. disse...

Gostaria de ter a relação de faixas desse disco.... Alguém poderia me ajudar?