Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quinta-feira, 27 de março de 2014

Beth adianta roteiro de DVD que terá inéditas e 'coisas não muito óbvias'

"O critério deste DVD foi cantar coisas não muito óbvias", explicou Beth Carvalho ao público que lotou o Imperator - casa de shows do Centro Cultural João Nogueira, no Rio de Janeiro (RJ) - na noite de 26 de março de 2014 para assistir ao ensaio aberto do show que vai ser gravado ao vivo no Parque de Madureira, na mesma Zona Norte carioca, em 29 de março. Por "coisas não muito óbvias", entenda-se sambas como Pandeiro e viola (Gracia do Salgueiro) - música que deu título ao álbum lançado pela cantora carioca em 1975 - e Senhora rezadeira (Dedé da Portela e Dida, 1979), sucesso do álbum No pagode (RCA, 1979). São sambas que ficaram de fora do primeiro DVD de Beth, A madrinha do samba ao vivo convida (Indie Records, 2004). Mas que estarão no quinto DVD da artista ao lado de inéditas como Se a fila andar (Toninho Geraes e Toninho Nascimento) e Parada errada (Serginho Meriti, Rogê e Rodrigo Leite). Outra novidade - na voz de Beth - é Estranhou o quê?, samba de Moacyr Luz que, embora apresentado como inédito por Beth, já ganhou registro fonográfico, na voz do percussionista Álvaro Santos, no CD / DVD Moacyr Luz e Samba do Trabalhador - Ao vivo no Renascença Clube (Lua Music, 2013). Eis o roteiro seguido por Beth Carvalho - em foto de Mauro Ferreira - no ensaio aberto do belo show que vai ser perpetuado em DVD e CD ao vivo:

1. O show tem que continuar (Arlindo Cruz, Sombrinha e Luiz Carlos da Vila, 1988)
2. Pandeiro e viola (Gracia do Salgueiro, 1975)
3. Senhora rezadeira (Dedé da Portela e Dida, 1979)
4. Ô Isaura (Rubens da Mangueira, 1978)
5. Nosso samba tá na rua (Roberto Lopes, Alamir, Canário e Nilo Penetra, 2011)
6. Colabora (Serginho Meriti, 2011)
7. Coisa de pele (Jorge Aragão e Acyr Marques, 1986)
8. Lucidez (Jorge Aragão e Cleber Augusto, 1991)
9. Tendência (Ivone Lara e Jorge Aragão, 1991)
10. Cantiga por Luciana (Edmundo Souto e Paulinho Tapajós, 1969) - citação
11. Devotos do samba (Serginho Meriti e Rodrigo Leite, 2013) - Lu Carvalho
12. Dança da solidão (Paulinho da Viola, 1972)
13. O sol nascerá (Cartola e Elton Medeiros, 1964)
14. Minha festa (Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito, 1973)
15. Se a fila andar (Toninho Geraes e Paulinho Rezende) - inédita
16. Ainda é tempo de ser feliz (Arlindo Cruz, Sombra e Sombrinha, 1998)
17. Parada errada (Serginho Meriti, Rogê e Rodrigo Leite) - inédita
18. Alguém me avisou (Ivone Lara, 1980)
19. Volta por cima (Paulo Vanzolini, 1962)
20. Camarão que dorme a onda leva (Arlindo Cruz, Beto Sem Braço e Zeca Pagodinho, 1983) /
21. São José de Madureira (Beto Sem Braço e Zeca Pagodinho, 1984) /
22. Dor de amor (Arlindo Cruz, Acyr Marques e Zeca Pagodinho, 1986) /
23. Deixa a vida me levar (Eri do Cais e Serginho Meriti, 2002)
24. Arrasta a Sandália (Dayse do Banjo e Luana Carvalho, 2011) - com Luana Carvalho
25. O meu lugar (Arlindo Cruz e Mauro Diniz, 2006)
26. Estranhou o quê? (Moacyr Luz, 2013)
27. Tristeza (Niltinho Tristeza e Haroldo Lobo, 1966)
28. Toque de malícia (Jorge Aragão, 1984)
29. A chuva cai (Casquinha e Argemiro Patrocínio, 1980)
30. Chega (Rafael dos Santos e Leandro Fregonesi, 2011)
31. Firme e forte (Efson e Nei Lopes, 1983)
32. Pot-pourri de marchinhas:

      Toque de clarins (tema tradicional) /
      Ô abre alas (Chiquinha Gonzaga, 1901) /
      O teu cabelo não nega (Lamartine Babo e Irmãos Valença, 1932) /
      Linda morena (Lamartine Babo, 1933) /
      Pierrot apaixonado (Noel Rosa e Heitor dos Prazeres, 1936) /
      Mamãe, eu quero (Jararaca e Vicente Paiva, 1937) /
      Yes, nós temos banana (João de Barro e Alberto Ribeiro, 1938) /
      A jardineira (Benedito Lacerda e Humberto Porto, 1939) /
      Alá-lá-ô (Haroldo Lobo e Antônio Nássara, 1941) /
      Eu brinco (Pedro Caetano e Claudionor Cruz, 1944) /
      Saca-rolha (Zé da Zilda, Zilda do Zé e Waldir Machado, 1954) /
      Quem sabe sabe (Joel de Almeida e Carvalhinho, 1956) /
      Guará (tema tradicional) /
      Me dá um dinheiro aí (Ivan Ferreira, Homero Ferreira e Glauco Ferreira,1960) /
      Índio quer apito (Haroldo Lobo e Milton de Oliveira, 1961) /
      Marcha do cordão do Bola Preta (Nelson Barbosa e Vicente Paiva, 1962) /
      Marcha do remador (Se a canoa não virar) (Antônio Almeida e Oldemar Magalhães, 1964) /
      Chuva, suor e cerveja (Caetano Veloso, 1969) /
      Cidade maravilhosa (André Filho, 1934) /

33. Caciqueando (Noca da Portela, 1983)
Bis:
34. Água de chuva no mar (Carlos Caetano, Wanderley Monteiro e Gerson Gomes, 2000)
35. Coisinha do pai (Jorge Aragão, Almir Guineto e Luiz Carlos, 1979)
36. Vou festejar (Jorge Aragão, Dida e Neoci, 1978)

13 comentários:

Mauro Ferreira disse...

"O critério deste DVD foi cantar coisas não muito óbvias", explicou Beth Carvalho ao público que lotou o Imperator - casa de shows do Centro Cultural João Nogueira, no Rio de Janeiro (RJ) - na noite de 26 de março de 2014 para assistir ao ensaio aberto do show que vai ser gravado ao vivo no Parque de Madureira, na mesma Zona Norte carioca, em 29 de março. Por "coisas não muito óbvias", entenda-se sambas como Pandeiro e viola (Gracia do Salgueiro) - música que deu título ao álbum lançado pela cantora carioca em 1975 - e Senhora rezadeira (Dedé da Portela e Dida, 1979), sucesso do álbum No pagode (RCA, 1979). São sambas que ficaram de fora do primeiro DVD de Beth, A madrinha do samba ao vivo convida (Indie Records, 2004). Mas que estarão no quarto DVD da artista ao lado de inéditas como Se a fila andar (Toninho Geraes e Toninho Nascimento) e Parada errada (Serginho Meriti, Rogê e Rodrigo Leite). Outra novidade - na voz de Beth - é Estranhou o quê?, samba de Moacyr Luz que, embora apresentado como inédito por Beth, já ganhou registro fonográfico, na voz do percussionista Álvaro Santos, no CD / DVD Moacyr Luz e Samba do Trabalhador - Ao vivo no Renascença Clube (Lua Music, 2013).

Marcelo Barbosa disse...

Adorei o repertório, mas algumas coisas já foram documentadas em dvd's anteriores, sobretudo,o ótimo pout-pourri de marchinhas, Coisa de Pele, sem falar em Vou Festejar e Coisinha do Pai. Ela têm muito mais sucessos e jóias a serem regravadas.

Luiz Leite disse...

Esse repertório não é definitivo, vão haver alguns cortes e ficarão somente 25 músicas pro show de sábado. Senti falta de Visual, Sentimento do Povo, que estavam no roteiro, e mais músicas do último CD.
Mas como bem disse o Marcelo, com esse repertório maravilhoso, inigualável, fica difícil selecionar. Viva Beth!!

Luiz Leite disse...

Eu, como não vou poder ir ao Rio, vou aguardar o texto do Mauro no domingo pra saber como foi a gravação, no sábado.

Mauro Ferreira disse...

Luiz, eu não vou à gravação. Postarei ainda uma resenha do ensaio aberto do show. Abs, obrigado, MauroF

Marcelo Barbosa disse...

Lamento pela falta de Em cada canto uma esperança que é a gravação mais bonita do Nossa Samba tá na Rua.
Mauro, da próxima vez não perca! É sempre bom sair da Zona Sul e respirar os ares do outro lado do túnel, meu caro. Abs

Mauro Ferreira disse...

Sim, Marcelo, concordo: foi o que eu fiz quarta-feira, ao ir ao Imperator. Abs, MauroF

Marcelo Barbosa disse...

Esqueci de comentar, adorei a inclusão de Tendência. Belo samba de Dona Ivone e Jorge Aragão! Espero que esteja no dvd

João Carlos disse...

O show foi simplesmente maravilhoso!!
Elis no céu e Beth na terra!!!

Rafael Rezende disse...

Pois é, também senti falta de mais canções do último cd, como Tambor, Samba Mestiço e Negro sim senhor. O cd é de ótima qualidade, espero que Beth não o desperdice, e abra mão de canções batidas, que já foram gravadas em outros dvds.

Dido Borges disse...

Canções não muito óbvias? Coisinha do Pai, Vou Festejar, Marchinhas, A Chuva Cai, Dança da Solidão, Deixa a Vida Me Levar ?

Aferreira Ferreira disse...

Deveria ficar de fora vou festejar,camarao que dorme a onda leva a chuva cai la fora

Aferreira Ferreira disse...

Deveria ficar de fora vou festejar,camarao que dorme a onda leva a chuva cai la fora