Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Fresno improvisa sucesso de Chitãozinho & Xororó em show gravado em SP

Balada que solidificou a carreira da dupla sertaneja Chitãozinho & Xororó na fase mais pop da discografia dos irmãos paranaenses, Evidências (José Augusto e Paulo Sérgio Valle, 1990) ganhou o toque do grupo Fresno. Incluído em set acústico, o sucesso da dupla sertaneja foi a grande surpresa do roteiro do show que o grupo gaúcho gravou ao vivo ontem, 16 de outubro de 2014, em São Paulo (SP). O registro do show feito na casa Audio Club vai dar origem a DVD e a CD ao vivo que serão editados via Sony Music no primeiro semestre de 2015. A gravação celebra os 15 anos de vida do grupo formado em 1999. No roteiro, o Fresno rebobinou músicas como À prova de balas, Alguém que te faz sorrir, Desde quando você se foi, Infinito, Eu sou a maré viva e o hit Revanche.

5 comentários:

Mauro Ferreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luca disse...

o Fresno não tinha virado indepedente? agora tá na sony, gravando sertanejo... não tá fácil pra ninguém

Pedro Massari disse...

A Fresno é independente, apenas uma parceira para a gravação do DV. E sobre evidencias: não estava no Setlist, foi o público que começou a cantar no intervalo da musica "Duas Lágrimas", que o Chitão e o Xororó gravaram no DVD deles, e a banda deu continuidade

Alan disse...

Como diriam uns "Fresno diluindo hit de Chitãozinho e Xororó" he he. Brincadeiras à parte, espero q fique boa essa versão.

Antonio Bivar disse...

Luiz Carlos tinha 15 anos e eu 21, quando o conheci no Arpoador em 1960. Foi meu primeiro amigo no Rio. Adolescente gênio. Frequentei sua casa na Rua Paul Redfern, Ipanema. Sua familia, assim como ele, foi extremamente generosa comogo, chegado do interior paulista para estudar teatro. O humor, a troca de ideias, as musicas que compunhamos e as esqueciamos em seguida, na praia em frente ao Country Club, perto de sua casa - um sobrado de 3 andares - , Luiz Carlos foi meu amigo a vida inteira (a última vez que estive com ele em seu apt no Leme foi em 27/2/14). Conto de nossa amizade na minha autobiografia "mundo adentro vifa afora" no prelo. Luiz Carlos estava com sua autobiografia escrita - ele me contou -. Editoras, atenção. Não percam este gênio, um dos mais brilhantes deste país.