Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Nos trilhos do sucesso, 'Estação Sambô ao vivo' ganha edição em blu-ray

 Grupo de Ribeirão Preto (SP) que toca músicas conhecidas de pop rock na cadência do samba, Sambô ganhou visibilidade adicional no mercado fonográfico em 2012 com a edição, via Som Livre, do CD e DVD Estação Sambô ao vivo. No rastro do sucesso comercial deste registro ao vivo do grupo, a gravadora põe nas lojas, neste mês de fevereiro de 2013, a edição em blu-ray de Estação Sambô ao vivo, com o mesmo conteúdo do DVD. Como ilustra a arte gráfica da contracapa, o repertório de Estação Sambô ao vivo segue linha bem definida que começa pelo samba (com intervenções dos cantores Péricles e Thiaguinho em Sentimento que dói e em A dívida, respectivamente), passa para o trilho pop (com a adesão de Di Ferrero, vocalista do grupo NX Zero, em Os cegos do castelo, hit dos Titãs) e desemboca na estação do rock, quando o Sambô traz para o universo do samba pop pagodeiro sucessos de Raul Seixas (1945 - 1989) (Aluga-se), Janis Joplin (1943 - 1970) (Mercedes  Benz) e do U2 (Sunday bloody sunday), entre outros nomes.

2 comentários:

Mauro Ferreira disse...

Visite a página de Notas Musicais no Facebook.

Por que você faz poema? disse...

Não sabia o significado da palavra ojeriza até encontrar esses caras na TV. Música também é letra, e não pode ser desprezada ou dissolvida. "Sunday Bloody Sunday" ou "Pais e Filhos" na roda de samba não é preconceito, é lógica. Mas não deixo de achar engraçado ver a morena sambar com versos como "load up on guns, bring your friends/ It's fun to lose and to pretend/ She's over bored and self assured/ Oh, no, I know a dirty word".