Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Marisa anuncia seu nono álbum, mixado entre Nova York e Los Angeles

Extraída do vídeo disponibilizado a partir desta quinta-feira, 18 de agosto de 2011, no site oficial de Marisa Monte, a foto acima flagra a cantora em estúdio de Nova York (EUA), em maio, durante a mixagem da maioria das faixas de seu nono álbum. Nessa etapa da mixagem, Marisa trabalhou com o engenheiro de som Patrick Dillet. Outras três músicas do disco - que vai ser lançado até o fim do ano - foram mixadas por Mario Caldato em Los Angeles (EUA). O CD foi gravado em sua maior parte no Rio de Janeiro (RJ). Mas uma faixa foi gravada em Buenos Aires, Argentina. Já alguns arranjos foram feitos em Los Angeles (EUA) e Nova York (EUA). Marisa Monte elegeu seu site com a fonte oficial de informações sobre o aguardado álbum, sucessor de seus gêmeos Infinito Particular (2006) e Universo ao meu Redor (2006).

27 comentários:

Mauro Ferreira disse...

Extraída do vídeo disponibilizado a partir desta quinta-feira, 18 de agosto de 2011, no site oficial de Marisa Monte, a foto acima flagra a cantora em estúdio de Nova York (EUA), em maio, durante a mixagem da maioria das faixas de seu nono álbum. Nessa etapa da mixagem, Marisa trabalhou com o engenheiro de som Patrick Dillet. Outras três músicas do disco - que vai ser lançado até o fim do ano - foram mixadas por Mario Caldato em Los Angeles (EUA). O CD foi gravado em sua maior parte no Rio de Janeiro (RJ). Mas uma faixa foi gravada em Buenos Aires, Argentina. Já alguns arranjos foram feitos em Los Angeles (EUA) e Nova York (EUA). Marisa Monte elegeu seu site com a fonte oficial de informações sobre o aguardado álbum, sucessor de seus gêmeos Infinito Particular (2006) e Universo ao meu Redor (2006).

Luca disse...

pelo som que se ouve no vídeo, parece que vem aí um disco mais brasileiro na linha do cor de rosa e carvão.

Wallyson disse...

Pela sonoridade no vídeo exposto no site, você percebe que a Marisa Monte fez uma mistura da brasilidade de seu 3º disco, com a delicadeza que seu canto alcançou de 2006 para cá, sem contar com excelência dessa equipe com quem ela pode contar.

Eduardo Cáffaro disse...

Tomara que o próximo DVD seja do show completo.

KL disse...

Se esse cedê seguir a linha dos recentes, teremos o que o gabaritado jornalista João Santos escreveu sobre ela no Cuíca Dodecafônica: "Aqui, (...) pretende restaurar princípios autorais no seguimento/transgressão dos canónicos preceitos do samba. Mas perde-se numa estilização lassa, numa interpretação anémica, escrita trivial e fortitude ideológica colada a fita adesiva que só o engenho dos acólitos [produtores] resgata ao ridículo e protege da queda no absoluto vazio criativo."

Gabriel Medeiros denoiteosolilumina@gmail.com disse...

KL, o que João Santos escreveu no Cuíca Dodecafônica foi sobre o cd de Adriana Calcanhotto, O micróbio do samba. "Aqui, tal como a Marisa Monte de “Universo ao Meu Redor” ou o Caetano Veloso de “Zii e Zie”, pretende restaurar princípios autorais no seguimento/transgressão dos canónicos preceitos do samba. Mas perde-se numa estilização lassa, numa interpretação anémica, escrita trivial e fortitude ideológica colada a fita adesiva que só o engenho dos acólitos Domenico Lancellotti e Alberto Continentino resgata ao ridículo e protege da queda no absoluto vazio criativo."

Marcelo Barbosa disse...

SALVE! Marisa é sempre muito bem vinda na minha casa e no meu aparelho de som.
Abs,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

Sessão Cobranças: Mr. Ferreira, nada do Brasileiríssima? Não sai nem com reza braba?

Dango Costa disse...

Esse pouco q o site mostrou tá prometendo, hein? me arrepiei!

KL disse...

Gabriel,

No trecho específico que eu transcrevi no meu comentário, o jornalista compara o cd "Micróbio do Samba", de Calanhotto, com o cd "Universo ao meu redor", de Marisa. E diz, textualmente, que são a mesma coisa, ou seja, um nada vezes nada, que só se salva graças à participação de produtores.
Leia com atenção o(s) post(s).

Anônimo disse...

Dango, bote pouco nisso. Nem promessa eu fui capaz de ouvir.
Libera mais aí, Marisa!
Mixaria, pô.
Tudo bem que é pra atiçar a curiosidade, mas um vocalzinho incluído faria mais efeito.

PS: Pelo linguajar do tal João Santos dá pra sacar o tipo.
Passo batido dessa gente.

Dango Costa disse...

KL, esse texto deixa uma outra interpretação...

"Aqui, tal como a Marisa Monte de “Universo ao Meu Redor” ou o Caetano Veloso de “Zii e Zie”, pretende restaurar princípios autorais no seguimento/transgressão dos canónicos preceitos do samba. MAS perde-se numa estilização..."

ou seja, pretende restaurar como "x", mas nao funciona como "x".

Dango Costa disse...

Zé Henrique, essa "promessa" q eu disse se deve ao que Wallyson disse perceber lá em cima... tive a mesma sensação... um clima Cor de Rosa e Carvão no ar...

Daทilo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daทilo disse...

...Torço muito para que Marisa, chegue metendo o pé na porta e roubando a cena, como em 94.

KL disse...

Dango e quam mais chegar,

O texto do irmão português é claríssimo, não necessita de interpretação, apenas de compreensão. Linguagem denotativa só que de alto nível.

Abraço, e bom proveito a todos com as "novas" musiquinhas dela, tão emocionantes quanto uma placa de isopor.

J disse...

Marisa parece estar numa "vibe" bacana, madura e honesta com o seu canto. Acho bobagem, PURA BOBAGEM, esse povo que adora ler esses críticos cheios de "disse-me-disse", cheios de pirraça.
Esse tipo de leitor e crítico, eu pulo. Eu passo.
Voltando para o assunto da Marisa, o site parece bem sugestivo e, os sons que se ouve, percebe-se algo bem brasileiro e, ao mesmo tempo, cosmopolita. Batucadas, palmas, coros, pop's e choros.
Eu gosto. E MUITO! Respect!

J disse...

KL, vc é fã da Elis? Ou Gal? Ou da bethânia? rsss
Chatooo...

André disse...

Pelo pouquinho que ouvi do vídeo, acho que a Marisa vai encantar de novo (novidade hein???). Ela sempre inovando e nunca se repete. Será que este trabalho vai trilhar o "Cor de rosa e carvão"?, será ótimo!!!
Outra coisa quando você não gosta de algo, acho que dizer somente isto já basta. Acho tão deselegante, ficar desmerecendo preferência dos outros, mas enfim... esquece e não vamos perder tempo com isto.
Marisa tá chegando pra lotar as principais casas de espetáculos do Brasil e do mundo!

Eduado Mezzonato disse...

Será que terá alguma participação portenã no cd? Kevin Johansen talvez? Fito Paez? Soledad Villamil? Que venha mais um cd de Marisa, porque essa sim sabe levar a carreira. Porque tem artista que se deixar, gravaria um cd todo mês.

André disse...

Mauro,

Só uma observação, não seria o oitavo cd? Seria nono se for incluso o tribalistas certo?

Abraço,

André

Dango Costa disse...

KL, tb acho o texto claro, mas nao a forma q vc colocou. E concordo com o J sobre criticos cheios de pirraça. Como isso cansa...

André Melo disse...

Vamos ouvir o disco da cantora primeiro !!!

KL disse...

J,

Não sou mais fã de ninguém, pois fã não tem senso crítico. Essas três cantoras que você citou - assim como todas as colegas de geração - foram excelentes até 1979, Elis a melhor claro. Depois daí, a música pop/pular mergulhou no tecno 80´s, no falso cult 90´s, que desembocou na acefalia completa dos anos 2000. Óbvio que há uma meia dúzia de bons álbuns, desse período, que salvam a pátria. No caso dessa MM, eu recomendo (e acho muito interessante) o DVD do show estreia, para mim a unica coisa realmente boa que ela fez. O resto é abobrinha para enganar a si e ao público: "Beija eu, beija eu, beija eu, me beija...", pop fajuto.
Em relação ao crítico português, aconselho que leia as outras matérias dele no blog, pois é uma cabeça lúcida num tempo em que cada um fala o que quer, e não se dispõe a ouvir o que não quer.
Obrigado pelo adjetivo "chato". Sou mesmo, mas sou bom.
=]
Abraço!

KL disse...

Dango,

Pelo amor de Marisa Kahlo!

Anônimo disse...

Eduado(sem R mesmo, cara?) acho que a participação portenha será o Gustavo Santaolalla. Ela andou fazendo duetos com ele...
Com o Fito Paez seria melhor, gosto dele.
KL, fã e senso crítico podem andar juntos e serem amigos, sim.
É só não ser radical, o que não é bem o caso do camarada talibã.

PS: A sua inseparável plaquinha de isopor pode lhe ser útil para o caso dos EUA querer lhe jogar no mar. rsrsrsrsr

KL disse...

Zé Henrique,

Não conheço nenhum fã de senso crítico, se você for o primeiro, parabéns. Quanto à placa de isopor, não se preocupe pois eu sei nadar e, felizmente, dispensei todas as mediocridades dos anos 80-90-2000, que só faziam pegar poeira na estante e causar náuseas auditivas e visuais.
E Talibã também é gente, ok? rs

Abraço!

Raffa disse...

O ruim do chato é que ele quer ser o último a falar e ser o dono da verdade! Se ele não me retrucar, será o primeiro!