Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


segunda-feira, 29 de agosto de 2011

VMA 2011 consagra Katy Perry e relega a Adele (três) prêmios técnicos

Coroando o sucesso de seu álbum Teenage Dream (2010), que já lhe rendeu cinco músicas no topo da da parada Billboard em proeza até então conseguida somente por Michael Jackson com Bad (1987), Katy Perry ganhou o prêmio máximo do VMA 2011, cuja cerimônia de entrega aconteceu na noite de domingo, 28 de agosto, em Los Angeles (EUA). Perry - vista em foto da Getty Images extraída do site oficial da MTV - levou o Astronauta de Prata de Clipe do Ano pelo vídeo de Firework. A consagração de Perry reitera a tendência do VMA a premiar artistas norte-americanos. Sensação de 2011, a britânica Adele - presente na festa que homenageou Amy Winehouse (1993 - 2011) - tinha sete indicações, mas foi contemplada somente com três prêmios técnicos, angariados pelo clipe de Rolling in the Deep. Com seu apurado senso midiático, Lady Gaga soube se destacar no evento ao receber o prêmio de Clipe Feminino - pelo vídeo de Born This Way - caracterizada como Jo Calderone, seu alterego masculino. Foo Fighters e Justin Bieber também levaram troféus no evento. Eis os vencedores do VMA 2011:

Clipe do Ano - Firework (Katy Perry)
Clipe Feminino - Born This Way (Lady Gaga)
Clipe Masculino - U Smile (Justin Bieber)
Clipe Pop - Till The World Ends (Britney Spears)
Clipe de Rock - Walk (Foo Fighters)
Clipe de Hip Hop - Super Bass (Nicki Minaj)
Colaboração - E.T. (Katy Perry com Kanye West)
Revelação - Yonkers (Tyler, The Creator)
Clipe com Mensagem - Born This Way (Lady Gaga)
Direção de Arte - Rolling in the Deep (Adele)
Coreografia - Run the World (Girs) (Beyoncé)
Fotografia - Rolling in the Deep (Adele)
Direção - Make Some Noise (Beastie Boys)
Edição - Rolling in the Deep (Adele)
Efeitos Especiais - E.T. (Katy Perry com Kanye West)

8 comentários:

Mauro Ferreira disse...

Coroando o sucesso de seu álbum Teenage Dream (2010), que já lhe rendeu cinco músicas no topo da da parada Billboard em proeza até então conseguida somente por Michael Jackson com Bad (1987), Katy Perry ganhou o prêmio máximo do VMA 2011, cuja cerimônia de entrega aconteceu na noite de domingo, 28 de agosto, em Los Angeles (EUA). Perry - vista em foto da Getty Images extraída do site oficial da MTV - levou o Astronauta de Prata de Clipe do Ano pelo vídeo de Firework. A consagração de Perry reitera a tendência do VMA a premiar artistas norte-americanos. Sensação de 2011, a britânica Adele - ausente na festa que homenageou Amy Winehouse (1993 - 2011) - tinha sete indicações, mas foi contemplada somente com três prêmios técnicos, angariados pelo clipe de Rolling in the Deep. Com seu apurado senso midiático, Lady Gaga soube se destacar no evento ao receber o prêmio de Clipe Feminino - pelo vídeo de Born This Way - caracterizada como Jo Calderone, seu alterego masculino. Foo Fighters e Justin Bieber também levaram troféus no evento. Eis os vencedores do VMA 2011:

Clipe do Ano - Firework (Katy Perry)
Clipe Feminino - Born This Way (Lady Gaga)
Clipe Masculino - U Smile (Justin Bieber)
Clipe Pop - Till The World Ends (Britney Spears)
Clipe de Rock - Walk (Foo Fighters)
Clipe de Hip Hop - Super Bass (Nicki Minaj)
Colaboração - E.T. (Katy Perry com Kanye West)
Revelação - Yonkers (Tyler, The Creator)
Clipe com Mensagem - Born This Way (Lady Gaga)
Direção de Arte - Rolling in the Deep (Adele)
Coreografia - Run the World (Girs) (Beyoncé)
Fotografia - Rolling in the Deep (Adele)
Direção - Make Some Noise (Beastie Boys)
Edição - Rolling in the Deep (Adele)
Efeitos Especiais - E.T. (Katy Perry com Kanye West)

Luca disse...

Natural, VMA é pros Estados Unidos mesmo.

Dango Costa disse...

Adele estava ausente? Vi o video hoje do Mars cantando Valerie onde aparecia Adele na platéia... as apresentações musicais não foram no mesmo dia da premiação?

Chabacano disse...

É engraçado como que as cantoras pop norte-americanas tendem a ser, espertamente, mais espalhafatosas em relação às cantoras inglesas. Katy Perry e Lady Gaga vendem muito não apenas por serem (coff, coff) talentosas, mas principalmente por terem aprendido a se colocar nos holofotes de forma ostensiva. A Adele, por outro lado, é uma moça inglesa comportada e culta. Cada um com seu cada um.

Zé Henrique disse...

Beavis e Butt-Head certa vez entregaram esse prêmio.
Um deles disse:
E agora vamos a premiação de melhor clip dos outros países.
O outro retrucou:
Que outros países?
A platéia veio abaixo.

PS: A crise dos EUA se estende a música tb. Vou ouvir artistas chineses agora.

Felipe Grilo disse...

Dango, dentro dos rumores do tributo à Amy chegaram a falar da participação da Adele, até por tbm ser inglesa e tal, o q não aconteceu. Mas só por ter se apresentado[lindamente por sinal] com uma música dela e ter tido tantas indicações acho q ela conseguiu já um ótimo espaço, espero q consiga mais.

Dango Costa disse...

O texto foi mudado, né? Eu podia jurar que estava escrito que ela NÃO estava presente.

Pedro Progresso disse...

Katy Perry é tão chata, meio carola. Fora que não tem nada que "Beautiful" da Aguilera já não tenha explorado (e com maior impacto). Gaga tentando ser conceitual será sempre a sombra fake de uma ótima e libertária Madonna.

Rihanna é mais divertida entre elas. E Beyoncé é a mais talentosa.