Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Roberto divulga nome da balada que compôs e gravou para novela global

Dois dias após divulgar detalhes de  Furdúncio (Roberto Carlos e Erasmo Carlos, 2012), funk melody  que gravou para a trilha sonora da novela Salve Jorge, Roberto Carlos - visto em foto de Claudia Schembri - anunciou em seu site oficial a outra música composta e gravada pelo Rei para a trama que vai ser exibida pela TV Globo a partir de 22 de outubro de 2012. Trata-se da balada Esse Cara Sou Eu, tema do policial Théo, personagem do ator Rodrigo Lombardi.

10 comentários:

Mauro Ferreira disse...

Dois dias após divulgar detalhes de Furdúncio (Roberto Carlos e Erasmo Carlos, 2012), funk melody que gravou para a trilha sonora da novela Salve Jorge, Roberto Carlos - visto em foto de Claudia Schembri - anunciou em seu site oficial a outra música composta e gravada pelo Rei para a trama que vai ser exibida pela TV Globo a partir de 22 de outubro de 2012. Trata-se da balada Esse Cara Sou Eu, tema do policial Théo, personagem do ator Rodrigo Lombardi.

Profº Alexandre disse...

Ai Roberto, fazendo o caminho inverso aos grandes... zona de conforto ou aridez artística?

Anônimo disse...

Letra feia!

Rafael M. disse...

Sinceramente eu não sei o que se passa na cabeça desse sujeito. O que fez ele compor 2 fraquíssimas canções para a trilha sonora de uma mesma novela da Globo? Ele é conhecido pela (má) fama de não liberar facilmente canções de seu vasto repertório para que os cantores gravem em seus discos, portanto qual é o real motivo dele não só liberar canções suas para uma novela das oito, mas se dar ao trabalho de compor 2 canções exclusivamente para as mesmas? Estranho isso.

noca disse...

Rafael,o que passa pela cabeça do Roberto chama-se Gloria Perez.Faz a cabeça da Nana Caymmi também.Infelizmente esses dois cabeças duras seguem o gosto duvidoso da autora daquelas novelas semi-bregas e repetitivas.Vão indo se limitando a essa linha comoda e garantida das horas nobres globais.

Rafael M. disse...

Noca, tem razão no que disse. Infelizmente isso é a mais pura verdade. Roberto é teleguiado pela Glória Perez.

KL disse...

Roberto Carlos disse que não tem nada contra o casamento gay, porque (palavras dele a Jô Soares), se isso não interfere em nada na vida dele, ele não haveria de ser contra. Então, por isso, fica decretado que ele está perdoado por 100 anos e poderá gravar até "Eu quero tchu, eu quero tchá". Salve, Roberto!

ADEMAR AMANCIO disse...

A opinião do Roberto carlos sobre o meu mundo gay nunca me interessou.

KL disse...

o que não é interessante para uns é para outros: é por isso que a vida é livre, mesmo que, para certos seres humanos, ela não seja. Ou não pareça ser.

Rafael M. disse...

Olha, essa desculpa de que porque o Roberto apóia os homossexuais está perdoado para fazer o que bem entender na música não cola. Não faz mais do que obrigação dele apoiar os homossexuais, já que ele é uma pessoa pública. E mesmo porque se ele não os apoiasse, isso pegaria muito mal para a sua imagem, coisa da qual ele nunca se atreveria a fazer, em sã consciência. É legal quando um artista (sem segundas intenções por trás disso) apoie não só a causa dos gays, mas também a dos negros, nordestinos e pessoas que sofrem qualquer tipo de preconceito, mas isso não quer dizer que ele tem que começar a atirar para tudo quando é lado na música. Cada qual é cada qual.