Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Leve, Maita celebra catarse exemplar de Elis na série 'Cantoras do Brasil'

Resenha de programa de TV
Série: Cantoras do Brasil
Título: Luisa Maita Canta Elis Regina
Idealização: Mariana Rolim, Mercedes Tristão e Simone Esmanhotto
Direção: Simone Elias
Emissora: Canal Brasil
Cotação: * * * 1/2
Exibição programada pelo Canal Brasil para as 18h45m de 20 de setembro de 2012


Coube a Luisa Maita - boa cantora e compositora paulista que debutou no mercado fonográfico em 2010 com álbum, Lero-Lero, que não lhe deu a devida projeção - encarar a tarefa de celebrar Elis Regina (1945 - 1982) no terceiro episódio da  série Cantoras do Brasil. Exibida às quintas-feiras pelo Canal Brasil, a série de Mariana Rolim, Mercedes Tristão e Simone Esmanhotto foca uma cantora de tempos idos pela ótica de uma intérprete contemporânea. Sob a direção musical do guitarrista Maurício Tagliari, Maita se sai bem na missão. Em vez de tentar (em vão) imitar o registro da Pimentinha, Maita apresenta releituras personalíssimas de dois sambas gravados por Elis nos anos 70. Um "exemplo" na definição dada por Maita em seu depoimento sobre a cantora ("Ela era mais da performance, da catarse"), Elis é celebrada em dois números musicais - É Com Esse Que Eu Vou (Pedro Caetano) e Querelas do Brasil (Maurício Tapajós e Aldir Blanc) - captados em preto e branco pelas câmeras dirigidas com apuro estético por Simone Elias. Abordado por Elis num de seus álbuns de clima mais cool (Elis, 1973), o samba É Com Esse que Eu Vou é revivido por Maita em tons baixos, numa interpretação quase sussurrada, em registro vocal que ganha intensidade em determinadas passagens. Adequado à leveza do arranjos, tal estilo de interpretação é bisado por Maita em Querelas do Brasil, tema cantado por Elis no show Transversal do Tempo, eternizado em disco ao vivo de 1978. As performances de Maita no episódio dedicado a Elis em Cantoras do Brasil reiteram o talento dessa jovem artista que precisa ser mais ouvida no país das cantoras.

8 comentários:

Mauro Ferreira disse...

Coube a Luisa Maita - boa cantora e compositora paulista que debutou no mercado fonográfico em 2010 com álbum, Lero-Lero, que não lhe deu a devida projeção - encarar a tarefa de celebrar Elis Regina (1945 - 1982) no terceiro episódio da série Cantoras do Brasil. Exibida às quintas-feiras pelo Canal Brasil, a série de Mariana Rolim, Mercedes Tristão e Simone Esmanhotto foca uma cantora de tempos idos pela ótica de uma intérprete contemporânea. Sob a direção musical do guitarrista Maurício Tagliari, Maita se sai bem na missão. Em vez de tentar (em vão) imitar o registro da Pimentinha, Maita apresenta releituras personalíssimas de dois sambas gravados por Elis nos anos 70. Um "exemplo" na definição dada por Maita em seu depoimento sobre a cantora ("Ela era mais da performance, da catarse"), Elis é celebrada em dois números musicais - É Com Esse Que Eu Vou (Pedro Caetano) e Querelas do Brasil (Maurício Tapajós e Aldir Blanc) - captados em preto e branco pelas câmeras dirigidas com apuro estético por Simone Elias. Abordado por Elis num de seus álbuns de clima mais cool (Elis, 1973), o samba É Com Esse que Eu Vou é revivido por Maita em tons baixos, numa interpretação quase sussurrada, em registro vocal que ganha intensidade em determinadas passagens. Adequado à leveza do arranjos, tal estilo de interpretação é bisado por Maita em Querelas do Brasil, tema cantado por Elis no show Transversal do Tempo, eternizado em disco ao vivo de 1978. As performances de Maita no episódio dedicado a Elis em Cantoras do Brasil reiteram o talento dessa jovem artista que precisa ser mais ouvida no país das cantoras.

Rafael M. disse...

Cantar o repertório de Elis é sempre um risco muito grande. Será que a Luisa deu conta do recado???

Nal disse...

pirei no disco dela!!e faz teeempo que isso não acontece! eu que já achava que gente assim não existia mais! quem não ouviu tah perdendo,
se liga brasil!

Nal disse...

pirei no disco dela!!e faz teeempo que isso não acontece! eu que já achava que gente assim não existia mais! quem não ouviu tah perdendo,
se liga brasil!

ADEMAR AMANCIO disse...

Mais uma que desconheço.

Poesia Particular disse...

Umas das melhores cantoras da atualidade, seu CD é perfeito! Parabéns, Luisa! Interpretar lis não é fácil, mas com certeza vc arrazou! Não vou perder! Um abraço.

Rafael M. disse...

Acabo de saber que Camila Pitanga está presente no projeto, cantando as canções de Maysa, a ser exibido em 29 de novembro. A julgar pela participação desastrosa dela cantando no especial de alguns anos atrás do Roberto Carlos, imagino a bomba que vem por aí.

ADEMAR AMANCIO disse...

Eu vi um vídeo dessa moça (que desconhecia,nesta época) e gostei muito.