Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quarta-feira, 14 de novembro de 2012

'Luar Agreste no Céu Cariri' ilumina onze inéditas de Dominguinhos com Xico

 Nas lojas no primeiro trimestre de 2013, em edição do selo Passa Disco (aberto pela homônima loja de discos do Recife), o CD Luar agreste no céu cariri joga luz sobre onze parcerias inéditas do pernambucano Dominguinhos com Xico Bizerra, compositor cearense radicado no Recife (PE). Com exceção do choro No Tempo do Meu Pai, parceria de Dominguinhos com Anastácia que já existia em formato instrumental, as músicas são inteiramente inéditas e ganharam as vozes de cantores nordestinos como Adelson Viana (o baião Sem talvez ou porém), André Rios (o fado Tempo de nós dois), Chris Nolasco (a canção Pássaros de papel), Elba Ramalho (o choro Estrelas que se encantam), Guadalupe (o bolero Mil sorrisos), Maciel Melo (o citado choro No tempo do meu pai), Maria Dapaz (o xote Até onde a alma alcança), Socorro Lira (a canção Casa da lua menina), Tonfil (o xote Todo tudo e pouco nada) e Xangai (Morena cor de saudade, forró gravado em dueto com Leda Dias). O próprio Dominguinhos registrou com Waldonys uma das inéditas - o baião Senhora da minha alegria - que serão lançadas em Luar agreste no céu cariri, 10º volume da série Forroboxote criada por Xico. "É a lua de Garanhuns no agreste pernambucano clareando o céu do Crato no cariri cearense", poetiza Xico sobre o disco, gerado em fevereiro de 2011, quando telefonema de Dominguinhos para Xico - com o convite para que ele letrasse uma melodia criada por Seu Domingos - abriu a parceria, logo expandida e registrada nesse álbum Luar agreste no céu cariri, projeto fonográfico de (alto) valor documental.

10 comentários:

Mauro Ferreira disse...

Nas lojas no primeiro trimestre de 2013, em edição do selo Passa Disco (aberto pela homônima loja de discos do Recife), o CD Luar Agreste no Céu Cariri joga luz sobre onze parcerias inéditas do pernambucano Dominguinhos com Xico Bizerra, compositor cearense radicado no Recife (PE). Com exceção do choro No Tempo do Meu Pai, parceria de Dominguinhos com Anastácia que já existia em formato instrumental, as músicas são inteiramente inéditas e ganharam as vozes de cantores nordestinos como Adelson Viana (o baião Sem Talvez ou Porém), André Rios (o fado Tempo de Nós Dois), Chris Nolasco (a canção Pássaros de Papel), Elba Ramalho (o choro Estrelas que se Encantam), Guadalupe (o bolero Mil Sorrisos), Maciel Melo (o citado choro No Tempo do Meu Pai), Maria Dapaz (o xote Até Onde a Alma Alcança), Socorro Lira (a canção Casa da Lua Menina), Tonfil (o xote Todo Tudo e Pouco Nada) e Xangai (Morena Cor de Saudade, forró gravado em dueto com Leda Dias). O próprio Dominguinhos registrou com Waldonys uma das inéditas - o baião Senhora da Minha Alegria - que serão lançadas em Luar Agreste no Céu Cariri, 10º volume da série Forroboxote criada por Xico. "É a lua de Garanhuns no agreste pernambucano clareando o céu do Crato no cariri cearense", poetiza Xico sobre o disco, gerado em fevereiro de 2011, quando telefonema de Dominguinhos para Xico - com o convite para que ele letrasse uma melodia - abriu a logo expandida parceria.

lurian disse...

Pois é, então...como diria Chico Buarque. Sem bairrismos, mas... Xico Bezerra é cearense e não chama nenhum(a) cantor(a) da terra para participar...

Rafael M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rafael M. disse...

Ótimo saber que Dominguinhos está lançando canções inéditas nesse trabalho em conjunto com o Xico Bizerra. Porém essa série "Forroboxote" está se estendendo mais do que deveria, não?

Fábio Passadisco disse...

Valeu Mauro !!!

Fábio Passadisco disse...

Caro Iurian.

Xico convidou dois representantes do Ceará: Adelson Viana e Waldonys.

E também da Paraíba (Elba/Socorro Lira), da Bahia (Xangai/C. Nolasco) e de Pernambuco...


lurian disse...

Fabio Passadisco Waldonys é sanfoneiro e eu me referi a cantor(a), Adelson Viana nunca ouvi falar, ao menos em Fortaleza não é conhecido...

Fábio Passadisco disse...

Caro Iurian.

Waldonys é cantor e compositor; nessa faixa ele canta em dueto com o mestre Dominguinhos.

Procure conhecer o Adelson Viana; tem inclusive um CD dele lançado pela Biscoito Fino.

Mas mesmo você não conhecendo, ele continua sendo cearense.

lurian disse...

Fabio Passadisco,

Obrigado pelas informações, vou procurar conhecê-lo, embora eu goste de acordeon em uma ou outra música, mas tentarei ouvir num disco inteiro!

[ ]'s

Alan Romero disse...

O disco é belíssimo! Apenas um reparo: Não é Xangai e sim Paulinho Lemos que faz duo com Leda Dias em "Morena cor de saudade".