Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quarta-feira, 8 de julho de 2015

Anitta arrisca Chico e Leci em show com samba inédito de Arlindo e Arnaldo

Inspirados pelo convite para dividir o palco com a funkeira carioca Anitta em show da terceira edição do projeto Inusitado, o sambista carioca Arlindo Cruz e o roqueiro paulistano Arnaldo Antunes viraram parceiros com a composição de um samba cuja letra metalinguística versa justamente sobre o encontro de nomes do funk, do samba e do rock no projeto idealizado pelo executivo André Midani. Primeira parceria de Arlindo com Arnaldo, apresentada nas vozes dos compositores, Samba inusitado foi a novidade do roteiro do show que estreou na noite de ontem, 7 de julho de 2015, no Teatro de Câmara da Cidade das Artes. Anitta, Arlindo e Arnaldo - vistos em fotos de Rodrigo Goffredo - se revezaram em solos, duos e trios no show que vai repetido hoje (com transmissão ao vivo, a partir das 21h, pelo canal Bis). Sozinha, Anitta arriscou cantar sambas de Chico Buarque (Pelas tabelas, 1984), Leci Brandão (Zé do Caroço, 1985), Monsueto Menezes (1924 - 1973) (Me deixa em paz, parceria com Aírton Amorim, lançada em 1952) e até uma canção do repertório sensual da cantora nigeriana Sade (Smooth operator, 1984) sem sair do tom. Em duo com Arnaldo, Anitta cantou De mais ninguém (Arnaldo Antunes e Marisa Monte, 1994) e Ritmo perfeito (Anitta, Jefferson Junior e Umberto Tavares, 2014). Com Arlindo, Anitta fez dueto em O Bem (Arlindo Cruz e Délcio Luiz, 2011) e no medley que agregou Música de amor (Anitta, Jefferson Junior e Umberto Tavares, 2014) e Trilha de amor (Xande de Pilares, André Renato e Gilson Bernini, 2008), sucesso do Grupo Revelação regravado por Arlindo com Caetano Veloso no CD e DVD Batuques do meu lugar ao vivo (Sony Music, 2012). Juntos, os três cantaram Tô voltando (Maurício Tapajós e Paulo César Pinheiro, 1979) - na abertura do show - e, no encerramento, Velha infância (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte, 2002) e Vou festejar (Jorge Aragão, Dida e Neoci, 1978). Além do samba inédito de Arlindo e Arnaldo, os números com Anitta foram os únicos que fizeram jus ao conceito do projeto Inusitado, já que em seus sets individuais Arlindo e Arnaldo se limitaram a cantar sucessos habituais. Eis o roteiro seguido em 7 de julho de 2015 por Anitta, Arlindo Cruz e Arnaldo Antunes na estreia do show que os uniu no palco do Teatro de Câmara,  na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro (RJ),  na terceira edição do projeto Inusitado:

1. Tô voltando (Maurício Tapajós e Paulo César Pinheiro, 1979)
    - Anitta, Arlindo Cruz e Arnaldo Antunes
2. Juízo final (Nelson Cavaquinho e Élcio Tavares, 1973) - Arlindo Cruz e Arnaldo Antunes
3. Camarão que dorme a onda leva (Arlindo Cruz, Beto sem Braço e Zeca Pagodinho, 1983) /
    SPC (Arlindo Cruz e Zeca Pagodinho, 1986) /
    Já mandei botar dendê (Arlindo Cruz, Maurição e Zeca Pagodinho, 1995) /
    Luz do repente (Marquinhos PQD, Arlindo Cruz e Franco, 1987) /
    Estrela da paz (Arlindo Cruz e Acyr Marques, 1997) /
    Bagaço da laranja (Arlindo Cruz e Zeca Pagodinho, 1985) - Arlindo Cruz

4. O que é o amor (Arlindo Cruz, Maurição e Fred Camacho, 2007) /
    Será que é amor (Arlindo Cruz, Babi e Jr. Dom, 2003) - Arlindo Cruz

5. A pureza da flor (Arlindo Cruz, Jr. Dom e Babi, 2006) - Arlindo Cruz
6. O show tem que continuar (Arlindo Cruz, Sombrinha e Luiz Carlos da Vila, 1988)
     - Arlindo Cruz
7. Música de amor (Anitta, Jefferson Junior e Umberto Tavares, 2014) /
    Trilha de amor (Xande de Pilares, André Renato e Gilson Bernini, 2008)
     - com citação de Na Baixa do Sapateiro (Ary Barroso, 1938) - Arlindo Cruz e Anitta

8. Me deixa em paz (Monsueto Menezes e Aírton Amorim, 1952) - Anitta
9. Zé do Caroço (Leci Brandão, 1985) - Anitta
10. Smooth operator (Sade Adu e Ray St. John, 1984) - Anitta
11. De mais ninguém (Arnaldo Antunes e Marisa Monte, 1994) - Anitta e Arnaldo Antunes
13. Ela é tarja preta (Arnaldo Antunes, Betão Aguiar, Luê, Felipe Cordeiro e Manoel 
      Cordeiro, 2013) - Arnaldo Antunes
14. Socorro (Arnaldo Antunes e Alice Ruiz, 1994) - Arnaldo Antunes
15. A casa é sua (Arnaldo Antunes e Ortinho, 2009) - Arnaldo Antunes
16. Ritmo perfeito (Anitta, Jefferson Junior e Umberto Tavares, 2014)
      - Anitta e Arnaldo Antunes
      - com citação falada de Abraça o meu abraço (Arnaldo Antunes e Aldo Brizzi, 2003)
17. Pelas tabelas (Chico Buarque, 1984) - Anitta
18. O Bem (Arlindo Cruz e Délcio Luiz, 2011) - Anitta e Arlindo Cruz
19. Meu lugar (Arlindo Cruz e Mauro Diniz, 2007)- Arlindo Cruz
20. Samba inusitado (Arlindo Cruz e Arnaldo Antunes) - Arlindo Cruz e Arnaldo Antunes
21. Consumado (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte, 2004) - Arnaldo Antunes
22. Velha infância (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte, 2002)
       - Anitta, Arlindo Cruz e Arnaldo Antunes
23. Vou festejar (Jorge Aragão, Dida e Neoci, 1978) - Anitta, Arlindo Cruz e Arnaldo Antunes

6 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Inspirados pelo convite para dividir o palco com a funkeira carioca Anitta em show da terceira edição do projeto Inusitado, o sambista carioca Arlindo Cruz e o roqueiro paulistano Arnaldo Antunes viraram parceiros com a composição de um samba cuja letra metalinguística versa justamente sobre o encontro de nomes do funk, do samba e do rock no projeto idealizado pelo executivo André Midani. Primeira parceria de Arlindo com Arnaldo, apresentada nas vozes dos compositores, Samba inusitado foi a novidade do roteiro do show que estreou na noite de ontem, 7 de julho de 2015, no Teatro de Câmara da Cidade das Artes. Anitta, Arlindo e Arnaldo - vistos em fotos de Rodrigo Goffredo - se revezaram em solos, duos e trios no show que vai repetido hoje (com transmissão ao vivo, a partir das 21h, pelo canal Bis). Sozinha, Anitta arriscou cantar sambas de Chico Buarque (Pelas tabelas, 1984), Leci Brandão (Zé do Caroço, 1985), Monsueto Menezes (1924 - 1973) (Me deixa em paz, parceria com Aírton Amorim, lançada em 1952) e até uma canção do repertório sensual da cantora nigeriana Sade (Smooth operator, 1984) sem sair do tom. Em duo com Arnaldo, Anitta cantou De mais ninguém (Arnaldo Antunes e Marisa Monte, 1994) e Ritmo perfeito (Anitta, Jefferson Junior e Umberto Tavares, 2014). Com Arlindo, Anitta fez dueto em O Bem (Arlindo Cruz e Délcio Luiz, 2011) e no medley que agregou Música de amor (Anitta, Jefferson Junior e Umberto Tavares, 2014) e Trilha de amor (Xande de Pilares, André Renato e Gilson Bernini, 2008), sucesso do Grupo Revelação regravado por Arlindo com Caetano Veloso no CD e DVD Batuques do meu lugar ao vivo (Sony Music, 2012). Juntos, os três cantaram Tô voltando (Maurício Tapajós e Paulo César Pinheiro, 1979) - na abertura do show - e, no encerramento, Velha infância (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte, 2002) e Vou festejar (Jorge Aragão, Dida e Neoci, 1978). Além do samba inédito de Arlindo e Arnaldo, os números com Anitta foram os únicos que fizeram jus ao conceito do projeto Inusitado, já que em seus sets individuais Arlindo e Arnaldo se limitaram a cantar sucessos habituais. Eis o roteiro seguido em 7 de julho de 2015 por Anitta, Arlindo Cruz e Arnaldo Antunes na estreia do show que os uniu no palco do Teatro de Câmara, na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro (RJ), na terceira edição do projeto Inusitado:

Mauro Ferreira disse...

1. Tô voltando (Maurício Tapajós e Paulo César Pinheiro, 1979)- Anitta, Arlindo Cruz e Arnaldo Antunes
2. Juízo final (Nelson Cavaquinho e Élcio Tavares, 1973) - Arlindo Cruz e Arnaldo Antunes
3. Camarão que dorme a onda leva (Arlindo Cruz, Beto sem Braço e Zeca Pagodinho, 1983) / SPC (Arlindo Cruz e Zeca Pagodinho, 1986) / Já mandei botar dendê (Arlindo Cruz, Maurição e Zeca Pagodinho, 1995) / Luz do repente (Marquinhos PQD, Arlindo Cruz e Franco, 1987) / Estrela da paz (Arlindo Cruz e Acyr Marques, 1997) / Bagaço da laranja (Arlindo Cruz e Zeca Pagodinho, 1985) - Arlindo Cruz
4. O que é o amor (Arlindo Cruz, Maurição e Fred Camacho, 2007) / Será que é amor (Arlindo Cruz, Babi e Jr. Dom, 2003) - Arlindo Cruz
5. A pureza da flor (Arlindo Cruz, Jr. Dom e Babi, 2006) - Arlindo Cruz
6. O show tem que continuar (Arlindo Cruz, Sombrinha e Luiz Carlos da Vila, 1988)- Arlindo Cruz
7. Música de amor (Anitta, Jefferson Junior e Umberto Tavares, 2014) /
Trilha de amor (Xande de Pilares, André Renato e Gilson Bernini, 2008)
- com citação de Na Baixa do Sapateiro (Ary Barroso, 1938) - Arlindo Cruz e Anitta
8. Me deixa em paz (Monsueto Menezes e Aírton Amorim, 1952) - Anitta
9. Zé do Caroço (Leci Brandão, 1985) - Anitta
10. Smooth operator (Sade Adu e Ray St. John, 1984) - Anitta
11. De mais ninguém (Arnaldo Antunes e Marisa Monte, 1994) - Anitta e Arnaldo Antunes
13. Ela é tarja preta (Arnaldo Antunes, Betão Aguiar, Luê, Felipe Cordeiro e Manoel Cordeiro, 2013) - Arnaldo Antunes
14. Socorro (Arnaldo Antunes e Alice Ruiz, 1994) - Arnaldo Antunes
15. A casa é sua (Arnaldo Antunes e Ortinho, 2009) - Arnaldo Antunes
16. Ritmo perfeito (Anitta, Jefferson Junior e Umberto Tavares, 2014) - Anitta e Arnaldo Antunes - com citação falada de Abraça o meu abraço (Arnaldo Antunes e Aldo Brizzi, 2003)
17. Pelas tabelas (Chico Buarque, 1984) - Anitta
18. O Bem (Arlindo Cruz e Délcio Luiz, 2011) - Anitta e Arlindo Cruz
19. Meu lugar (Arlindo Cruz e Mauro Diniz, 2007)- Arlindo Cruz
20. Samba inusitado (Arlindo Cruz e Arnaldo Antunes) - Arlindo Cruz e Arnaldo Antunes
21. Consumado (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte, 2004) - Arnaldo Antunes
22. Velha infância (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte, 2002) - Anitta, Arlindo Cruz e Arnaldo Antunes
23. Vou festejar (Jorge Aragão, Dida e Neoci, 1978) - Anitta, Arlindo Cruz e Arnaldo Antunes

Rafael M. disse...

Coitado do Arnaldo... Tão talentoso... O que será que ele tá ganhando pra cantar ao lado desses dois???

Rafael M. disse...

Se bobear esse show também será lançado em DVD. Argh!

Marcelo disse...

Cuidado Rafael!!! Já já vão te chamar de preconceituoso!! Você não sabia que agora todas as pessoas estão ouvindo Anitta e Naldo em suas casas e automóveis?? ;)

Rafael M. disse...

É verdade Marcelo... Daqui a pouco estarão atirando pedras em mim...