Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quinta-feira, 16 de julho de 2015

Liah tenta se afirmar como intérprete com gravação ao vivo de show no Pará

Cantora e compositora paraense, Liah Soares já emplacou músicas de sua autoria nas vozes de Sandy & Junior (Desperdiçou, parceria com Rique Azevedo e Dani Monaco gravada pela dupla paulista em 2003) e de Ivete Sangalo (Beijos de hortelã, gravada pela cantora baiana em 2014). Contudo, Liah ainda busca afirmação como intérprete, a ponto de ter participado da primeira edição do programa The Voice Brasil, exibida pela TV Globo em 2012, quando sua discografia já contabilizava três álbuns lançados entre 2003 e 2008. Após mais um álbum (Quatro cantos, de 2012) e um EP (O som é o sol, de 2014), a artista dá mais um passo para se firmar como cantora com a edição independente, nos formatos de CD e DVD, de Liah Soares ao vivo no Theatro da Paz. Gravado em outubro de 2014, em show feito pela cantora nascida em Tucuruí (PA) no palco mais nobre de Belém (PA), o registro do show alinha músicas de autoria de Liah entre abordagens sem personalidade de Asa branca (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1949), Tempo perdido (Renato Russo, 1986) - sucesso da banda Legião Urbana (1982 - 1996) que Liah cantou no The Voice Brasil - e El guion (Antonio Villeroy, Bebeto Alves e Don Grusin, 2010). O gaitista brasiliense Gabriel Grossi é um dos convidados da gravação ao vivo, tocando em músicas como E não vou mais deixar você tão só (Antonio Marcos, 1968) - sucesso de Roberto Carlos que Liah regravou no álbum Livre (Som Livre, 2008) - e a já mencionada Asa branca. O cantor e compositor paraense Pinduca figura no pot-pourri de carimbós alocado no fim do DVD  (o CD fecha com remix de O som é o sol).

4 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Cantora e compositora paraense, Liah Soares já emplacou músicas de sua autoria nas vozes de Sandy & Junior (Desperdiçou, parceria com Rique Azevedo e Dani Monaco gravada pela dupla paulista em 2003) e de Ivete Sangalo (Beijos de hortelã, gravada pela cantora baiana em 2014). Contudo, Liah ainda busca afirmação como intérprete, a ponto de ter participado da primeira edição do programa The Voice Brasil, exibida pela TV Globo em 2012, quando sua discografia já contabilizava três álbuns lançados entre 2003 e 2008. Após mais um álbum (Quatro cantos, de 2012) e um EP (O som é o sol, de 2014), a artista dá mais um passo para se firmar como cantora com a edição independente, nos formatos de CD e DVD, de Liah Soares ao vivo no Theatro da Paz. Gravado em outubro de 2014, em show feito pela cantora nascida em Tucuruí (PA) no palco mais nobre de Belém (PA), o registro do show alinha músicas de autoria de Liah entre abordagens sem personalidade de Asa branca (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1949), Tempo perdido (Renato Russo, 1986) - sucesso da banda Legião Urbana (1982 - 1996) que Liah cantou no The Voice Brasil - e El guion (Antonio Villeroy, Bebeto Alves e Don Grusin, 2010). O gaitista brasiliense Gabriel Grossi é um dos convidados da gravação ao vivo, tocando em músicas como E não vou mais deixar você tão só (Antonio Marcos, 1968) - sucesso de Roberto Carlos que Liah regravou no álbum Livre (Som Livre, 2008) - e a já mencionada Asa branca. O cantor e compositor paraense Pinduca figura no pot-pourri de carimbós alocado no fim do DVD (o CD fecha com remix de O som é o sol).

Xavier Jr disse...

Mauro tudo bem? Esse dvd já está vendendo?

Mauro Ferreira disse...

oi, Xavier, ainda não o vi em lojas aqui no Rio. Abs, MauroF

Rafael M. disse...

Xavier, dias desse eu vi ele à venda no Mercado Livre...