Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


terça-feira, 25 de outubro de 2011

'Relicário' lembra dez anos sem Cássia Eller com três gravações inéditas

Nas lojas nesta última semana de outubro de 2011, o CD Relicário é coletânea em que Cássia Eller (1962 - 2001) canta somente músicas de Nando Reis. Idealizada pela gravadora Universal Music para lembrar os dez anos da morte precoce da cantora, a serem completados em 29 de dezembro, a compilação apresenta três gravações inéditas. A mais importante é Baby Love, demo do álbum Com Você... Meu Mundo Ficaria Completo (2009), à qual foi adicionada a percussão de Francisco Eller, o Chicão, filho de Cássia. Os outros dois registros inéditos são duetos de Cássia com Nando Reis em As Coisas Tão Mais Lindas e em Um Tiro no Coração, extraídos de gravações feitas para show de emissora de rádio. Eis as 14 faixas do CD Relicário:

1. All Star
2. Meu Mundo Ficaria Completo (Com Você)
3. O Segundo Sol
4. Luz dos Olhos

5. Relicário - com Nando Reis
6. No Recreio

7. Baby Love - Gravação inédita
8. As Coisas Tão Mais Lindas

9. E.C.T.
10. Infernal

11. Um Tiro no Coração (com Nando Reis) - Gravação inédita
12. Nenhum Roberto (com João Barone, Bi Ribeiro, Frejat e Nando Reis)

13. Fiz o que Pude / Chororô (com Gilberto Gil)
14. As Coisas Tão Mais Lindas (com Nando Reis) - Gravação inédita

6 comentários:

Jardel Barros disse...

Tanta coisa inédita dela na Universal e vão lançar uma COLETÂNEA pra comemorar os dez anos de morte com APENAS TRÊS gravações inéditas... Cássia merecia mais!

André disse...

Tive um amigo que conheceu a Cassia, por causa da Lan Lan (percussionista) e ele me disse que a Cássia tinha muitos projetos musicais a serem realizados, um seria um cd de blues com grandes canções internacionais de artistas de primeira linha e outro era um projeto em duo com Marisa Monte, este depois confirmado em notas de jornais no final da década de 90. Cássia ainda tinha muito a fazer pela música. Uma pena!

Alexandre Siqueira disse...

Concordo com o colega aí de cima: Cássia merece muito mais! Saudades imensas dessa grande artista!!!

Luca disse...

deviam lançar o disco de blues gravado pela Cássia com o Biglione, isso sim

Rafael M. disse...

Acho totalmente dispensável esse lançamento... Só para quererem ganhar dinheiro fácil em cima da cantora... Por quê não pegam todas as canções raras e inéditas dela e não lançam somente num disco? Muito melhor do que essa coletânea chinfrim... A família dela deveria proibir o lançamento desses tipos de colatâneas dela... Esse é o grande problema das gravadoras e de seus empresários... Elas não ousam, não lançam nada de diferente, de inovador, não surpreeendem o seu público consumidor... Por isso é que elas se encontram no marasmo que estão... Tenho tantas saudades da Cássia, é lamentável que tenha morrido tão precocentemente... Ela deve estar revirando no caixão com esse lançamento bombástico e puramente comercial...

Alice disse...

Sugiro ao colegas leitores do Mauro Ferreira, que se interessem mais pelo lindo CD de Cássia - lendo, por exemplo, a matéria do Linchote no jornal O Globo que é bastante elucidativa: http://oglobo.globo.com/cultura/mat/2011/10/29/dez-anos-apos-morte-de-cassia-eller-cd-com-gravacao-inedita-da-inicio-as-homenagens-925698649.asp