Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Bieber já trabalha em terceiro álbum, 'Believe', com Drake e Kanye West

Nem bem lançou seu disco natalino (Under the Mistletoe, nas lojas a partir de 31 de outubro de 2011), Justin Bieber já trabalha em terceiro álbum, Believe, cuja edição está prevista para 2012. Neste projeto, o astro teen conta com as colaborações dos rappers Kanye West e Drake.

3 comentários:

Mauro Ferreira disse...

Nem bem lançou seu disco natalino (Under the Mistletoe, nas lojas a partir de 31 de outubro de 2011), Justin Bieber já trabalha em terceiro álbum, Believe, cuja edição está prevista para 2012. Neste projeto, o astro teen conta com as colaborações dos rappers Kanye West e Drake.

Anônimo disse...

Pelo tamanho da resenha percebe-se quem é o Justin...muita pouca coisa a acrescentar dentro da musica...só acrescenta no bolso dele e de seus produtores e empresarios, e pouca criatividade artistica tambem, cd de natal é muito brega.

Rafael M. disse...

Carla,

Tá falando asneira ao dizer que CD de Natal é brega. Seu gosto musical que deve ser de qualidade duvidosa... Concordo que Justin Bieber nunca deveria ter existido e que não faz música de qualidade, agora dizer que música natalina é brega é estupidez da sua parte. Já ouviu as canções de Natal clássicas? São líndissimas, ainda mais cantadas na voz de grandes cantores como Bing Crosby, Elvis Presley, Frank Sinatra e Dean Martin, que já lançaram discos nesses gêneros e que são sensacionais, tanto pela qualidade artísitica quanto musicalmente. Acho lamentável o Brasil não ser um páis que goste de músicas natalinas, que falem sobre fé, esperança, Deus, Jesus e gostarem e aplaudirem grupos de axé, pagode, funk e tantas outras porcarias do gênero. Lá fora esse tipo de música é muito valorizada e ouvida, pena o mesmo não aocntecer no Brasil. Não sou nenhum religioso fervoroso, porém estou sei discernir as coisas. Sem querer ofender você, saiba discernir as coisas também. Abraço.