Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 25 de fevereiro de 2012

Karina Buhr dá vivacidade ao show em que Nina Becker canta Lamartine

São Paulo (SP) - Presença luminosa no bom show Nina Becker Canta Lamartine Babo, apresentado no teatro do Sesc Vila Mariana na noite de 24 de fevereiro de 2012, Karina Buhr deu vivacidade ao espetáculo em que Nina filtra pela estética indie a obra multifacetada de Lamartine Babo (1904 - 1963), compositor carioca dono de farto cancioneiro carnavalesco. Com Buhr, Nina fez gracioso dueto na marcha junina Isto É Lá com Santo Antônio (Lamartine Babo, 1933) e, com menos harmonia, na marchinha História do Brasil (Lamartine Babo e Almirante, 1933). No fim do show, Buhr - vista com Nina em foto de Mauro Ferreira - voltou à cena com China (o outro convidado da apresentação) para reforçar medley carnavalesco que uniu as marchinhas A.E.I.O.U. (Lamartine Babo e Noel Rosa, 1931), Grau 10 (Lamartine Babo e Ary Barroso, 1934) e 2 X 2 (Lamartine Babo, 1933). Buhr animou o baile alternativo de Nina.

4 comentários:

Mauro Ferreira disse...

São Paulo (SP) - Presença luminosa no bom show Nina Becker Canta Lamartine Babo, apresentado no teatro do Sesc Vila Mariana na noite de 24 de fevereiro de 2012, Karina Buhr deu vivacidade ao espetáculo em que Nina filtra pela estética indie a obra multifacetada de Lamartine Babo (1904 - 1963), compositor carioca dono de farto cancioneiro carnavalesco. Com Buhr, Nina fez gracioso dueto na marcha junina Isto É Lá com Santo Antônio (Lamartine Babo, 1933) e, com menos harmonia, na marchinha História do Brasil (Lamartine Babo e Almirante, 1933). No fim do show, Buhr - vista com Nina em foto de Mauro Ferreira - voltou à cena com China (o outro convidado da apresentação) para reforçar medley carnavalesco que uniu as marchinhas A.E.I.O.U. (Lamartine Babo e Noel Rosa, 1931), Grau 10 (Lamartine Babo e Ary Barroso, 1934) e 2 X 2 (Lamartine Babo, 1933). Buhr animou o baile alternativo de Nina.

Maria disse...

Nina Becker é boa cantora, agora se misturar com Karina Buhr aí não dá.

Anônimo disse...

Não gosto dos discos solo da Karina. Mas ela tem uma coisa bem importante, até mais que uma bela voz, que muitas não têm. A tal da personalidade.

Rafael M. disse...

Taí um show que poderia ganhar um registro em CD e DVD. Ótima seleção de repertório com a bela voz de Nina acaba dando um novo gás as boas canções de Lamartine.