Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Ney planeja álbum para 2011 com repertório dos 'malditos' e dos 'indies'

Nem bem lançou o CD e DVD Beijo Bandido ao Vivo, nas lojas até o fim deste mês de janeiro de 2011 pela EMI Music, Ney Matogrosso já planeja gravar álbum de estúdio. A ideia do cantor - visto em foto de Mauro Ferreira - é registrar repertório que mistura músicas dos malditos da MPB (Jards Macalé e Itamar Assumpção, entre eles) e dos indies da atual cena pop como o (ascendente) grupo carioca Tono, de quem Ney deverá regravar no disco o tema Não Consigo

8 comentários:

Mauro Ferreira disse...

Nem bem lançou o CD e DVD Beijo Bandido ao Vivo, nas lojas até o fim deste mês de janeiro de 2011 pela EMI Music, Ney Matogrosso já planeja gravar álbum de estúdio. A ideia do cantor - visto em foto de Mauro Ferreira - é registrar repertório que mistura músicas dos malditos da MPB (Jards Macalé e Itamar Assumpção, entre eles) e dos indies da atual cena pop como o (ascendente) grupo carioca Tono, de quem Ney deverá regravar no disco o tema Não Consigo.

lurian disse...

ótima sacada do Ney, adoro Macalé. Tem outros 'malditos' que Ney poderia voltar a gravar com Ângela Rorô.

Por falar em indies, Mauro, você não resenhou os discos da Bárbara Eugênia e Juliana R., ambas apontadas em vários blogs, e por vários cantores (Lucas Santanna, Edgard Escandurra, etc) como entre os bons discos de 2010.

[ ]'s

aguiar_luc disse...

Fala mais sobre a banda Tono, tá difícil achar algo?

Fábio Passadisco disse...

Mauro.

O CD e o DVD do "Beijo Bandido" ao vivo já está nas lojas.

Abraços

MAXXX disse...

Ney é um gênio mesmo...
No ano que completa 70 anos, o cara vai gravar a galera indie brazuca. Galera essa, de onde tem saído o que há de melhor produzido na música brasileira nos últimos anos. À exemplo do éxcelente álbum de Miranda Kassin e André Frateschi, o Ney poderia privilegiar outros artistas da profícua cena underground. Torço pra ele gravar Tulipa Ruiz, os meninos do Vanguart e o Jeneci, é claro.

Fabio disse...

Acho Ney ótimo, mas não entendi o lançamento desse CD ao vivo, pois tem as mesmas músicas do CD de estudio.

Mauro, vc sabe alguma coisa do CD e DVD da Ithamara Koorax que estão sendo lançados na série de shows no Bar do Tom? É tão difícil achar CDs dela.

pasani disse...

Mas o novo cd seria já pra 2011, Mauro? Pergunto isso pois o deslumbrante "Beijo Bandido" ainda teria uma longa caminhada, se dependesse do interesse do público. Desde 2008 Ney lota as casas de espetáculo c/ esse show, seria uma pena interrompe-lo p/ se dedicar a um novo projeto. Gostei muito de Ney ter registrado (no cd ao vivo), os momentos que ficaram de fora do cd de estúdio, as faixas bônus são deliciosas. Mas caso ele interrompa a temporada atual, vou aguardar c/ ansiedade esse novo trabalho, pois também adoro Ney versão mais pop, mais arrojado... Bem, arrojado ele é sempre, tem o inacreditável dom de fazer tudo parecer atual, porque nunca tratou o passado musical como velharia. Ney ligou os pontos entre o pop e a tradição, mostrando que modernidade independe de cronologia.
Abs a todos.

stanley disse...

O Ney podia gravar um só de ITAMAR ASSUMPÇÃO!!! Viva Itamar e a música livre!!! Tomara que não esqueça do Tom Zé, afinal de contas estamos falando dos supostos "malditos"... Aguardo...
Rá!